2 técnicos favoritos da direção do Inter têm multa rescisória

Os dois treinadores favoritos da direção do Internacional estão empregados e com multa rescisória nos contratos. Já observando o mercado, os dirigentes costuram alternativas para o caso de um novo desempenho negativo no GreNal da Arena, que o Inter precisa vencer por 4 gols de diferença para se classificar.

O primeiro nome na preferência de Alessandro Barcellos é Eduardo Coudet, que segue no Celta de Vigo. O técnico argentino é o sonho do presidente do Inter, que em diversas ocasiões tentou o retorno do amigo ao comando do colorado.

Como a situação de Coudet é estável na Europa e a multa rescisória é expressiva, corre por fora Odair Hellmann, que recentemente renovou com o Al-Wasl. Identificado com o Inter e considerado uma solução imediata para os problemas táticos, também tem como entrave a multa rescisória.

Multas rescisórias de Coudet e Odair

Olhando estritamente para o contrato, para contar com Eduardo Coudet sem a necessidade de negociar com o Celta de Vigo, o Inter precisa pagar 10 milhões de Euros, mais de R$ 50 milhões.

Já para tirar Odair do mundo árabe, o valor é de 2 milhões de dólares, mais de R$ 10 milhões.

Esses dois cenários são o ponto inicial com base nos contratos, porém caso os técnicos realmente tenham interesse, podem negociar uma saída amigável com seus clubes. O caso de Odair parece o mais acessível, tendo em vista a multa menor e o interesse do treinador em retornar ao Inter.

Mano e Lisca correm por fora

Enquanto os favoritos para assumir em caso de queda de Medina estão empregados, dois treinadores com passagens pelo Inter estão desempregados. Mano Menezes trabalhou na base e é avaliado como um nome adequado para “fechar a casa”.

Lisca, também formado no Inter, tem estilo mais ofensivo e constantemente comenta sobre o sonho de retornar ao Beira-Rio.

Comentários do Facebook

- Publicidade -