5 jogadores de Rússia e Ucrânia que poderiam vir para o Inter

A diretoria colorada deve ir ao mercado de transferências no meio do ano, buscando contratações pontuais que reforcem o elenco de Mano Menezes. Essa situação do Internacional deve ser facilitada por decisão recente da Fifa, que deixa alguns atletas mais acessíveis.

Com a nova definição da entidade máxima do futebol, jogadores que são ligados às federações dos países envolvidos na guerra, Rússia e Ucrânia, poderão ampliar os seus vínculos com outros clubes até a metade de 2023, que seria final da temporada europeia, caso não tenham acordo com os clubes dos países citados.

Essa atualização nos contratos podem ser muito benéficas para a janela do Colorado. O torcedor do Internacional fica até mesmo esperançoso com a volta de jogadores que fizeram sucesso com a camisa do time.

Confira os jogadores que poderiam vir para o Internacional

O primeiro da lista é velho conhecido colorado, sendo uma das maiores saudades recentes da torcida do Internacional. Yuri Alberto tem sua situação mudada pelas definições da federação máxima do futebol e poderia retornar. O atacante tem contrato com o Zenit, da Rússia, e pode acertar com outro clube até o meio do próximo ano.

Caso Yuri não tenha sua volta acertada, outro centroavante também aparece como opção, Adolfo Gaich, que defende o CSKA Moscou. O argentino acumula passagens por Huesca, San Lorenzo e Benevento, tendo grande presença de área.

Outro do CSKA Moscou é velho conhecido da torcida colorada. Bruno Fuchs foi formado nas categorias de base do time gaúcho e pode ser uma boa alternativa, tendo em vista a saída decretada de Bruno Méndez na posição.

Ainda na defesa, Fabián Balbuena, do Dínamo de Moscou aparece como um possível reforço, estando na mesma situação dos demais. Apesar da idade, 30 anos, continua sendo convocado para a seleção paraguaia.

Por último o colombiano Jorge Carrascal, do CSKA Moscou joga avançado, tanto nas pontas como entre as linhas no ataque. O jogador teve grande passagem pelo River Plate e pode ser uma opção para a diretoria do Internacional.

Comentários do Facebook

- Publicidade -