5 jogadores que devem disputar no Catar sua última Copa do Mundo

A ideia de uma Copa do Mundo se aproximando deixa qualquer amante de futebol entusiasmado, porém, o mundial deste ano pode deixar muita gente com um gosto amargo na boca. No Qatar, alguns craques que vem marcando seu nome na história do futebol, mas que não são eternos, podem estar fazendo sua última participação na competição.

O primeiro da lista ainda não é certeza no Qatar. Daniel Alves já tem 39 anos e, apesar de ter desempenhado boas atuações defendendo o Barcelona na última temporada, não é certeza entre os 26 escolhidos por Tite, mas, caso o lateral vá para a Copa, deve ser sua última.

Ainda na defesa, outro que deve fazer sua última participação é Sérgio Ramos. O zagueiro já conquistou uma Copa do Mundo com a Espanha, em 2010, na lendária seleção que tinha nomes como Xavi, Iniesta, Pique e o destaque da competição, Villa. Agora, com 36 anos, pode estar se encaminhando para sua última participação.

Robert Lewandowski, apesar de ainda ter 33 anos pode estar fazendo sua última Copa do Mundo também. O artilheiro vem se destacando nos últimos anos com os caminhões de gols marcados e títulos conquistados no Bayern de Munique.

Copa do Mundo do Qatar pode significar o fim de uma era

Outros dois jogadores que provavelmente se despedirão das Copas do Mundo nesta edição serão Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Ambos os jogadores conquistaram todos os títulos possíveis com seus times e seleções, porém, para eles ainda falta um título para serem colocados em outro patamar na história do esporte, a Copa do Mundo, e esta pode ser a última chance.

Cristiano Ronaldo vem de boa temporada com o Manchester United, apesar do resto do time não ter colaborado tanto assim com o craque. Já Lionel Messi, apesar dos títulos dentro da França, não fez a temporada que se esperava na França. Apesar de ter bons números, pelas altas expectativas em volta do gênio, as atuações pediam mais do argentino.

O primeiro terá uma chance caso Portugal surpreender, com um elenco cheio de renovações. Já o segundo vem com um time consolidado, campeão da Copa América e da Finalíssima, sendo um dos fortes candidatos ao título.

- Publicidade -