7 curiosidades sobre o lateral Ceará

Ídolo do Internacional, Cruzeiro e Paris Saint-Germain, Ceará marcou pelos clubes nos quais jogou. Campeão em muitos times que passou, o lateral ficou marcado pelo período com as camisas das equipes citadas. No Colorado, conquistou alguns dos maiores títulos da história do clube.

As sete curiosidades da carreira de Ceará

  1. Campeão Paulista pelo São Caetano: pelo Azulão, Ceará fez parte de um período memorável na história do clube do interior de São Paulo. Sob o comando de Muricy Ramalho, ganhou o título mais importante da história do São Caetano, o Paulistão de 2004, em cima do Santos.
  2. Títulos Internacionais: com a camisa vermelha, o jogador conquistou a primeira Copa Libertadores da história do Clube do Povo, em 2006, e a Recopa Sul-Americana de 2007. Além disso, foi peça fundamental na que, para muitos, é a principal taça da história colorada.
  3. Missão de marcar Ronaldinho: na final do Mundial de Clubes da Fifa de 2006, contra o Barcelona, o lateral foi o responsável por marcar Ronaldinho Gaúcho em seu auge. Objetivo que foi cumprido com excelência, pois o então melhor jogador do mundo foi anulado.
  4. Fase goleadora no Colorado: 2006 foi um ano especial para o jogador. Foi neste ano, no Beira-Rio, que teve a fase mais goleadora da carreira com quatro gols marcados.
  5. Ídolo na França: de 2007 a 2012, Ceará atuou pelo PSG, fase não tão glamurosa do time francês. Por lá, ganhou duas copas nacionais e se tornou ídolo da exigente torcida do Paris Saint-Germain.
  6. Embaixador do PSG: como é comum acontecer com ídolos de clubes europeus, o ex-lateral-direito representa o PSG no Brasil, tamanha é a identificação do brasileiro com o time francês.
  7. Identificação com o Cruzeiro: ao retornar ao Brasil, o jogador vestiu a camisa Celeste. Com o Cruzeiro, foi campeão estadual e bicampeão brasileiro.

Comentários do Facebook

- Publicidade -