7 curiosidades sobre Jorge Wagner, campeão da América pelo Inter

Jorge Wagner teve uma passagem vitoriosa pelo Internacional. Com o jogador, o Colorado foi campeão inédito da Copa Libertadores em 2006. Com um elenco que também contava com atletas como Bolívar, Tinga, Fernandão, Iarley e Rafael Sóbis, o Clube do Povo derrubou gigantes como o Nacional, Libertad e São Paulo, depois de 13 anos afastado da competição.

O atleta, inclusive, participou do título, tendo marcado gol no mata-mata. Dono da segunda maior pontuação na fase de grupos, o Inter enfrentou o Nacional, donos da penúltima pior campanha entre os classificados. Na ida, o Clube do Povo venceu o Bolso fora de casa por 2 a 1, com gols de Jorge Wagner e Rentería. Na volta, empate sem gols e Internacional classificado.

As sete curiosidades sobre a carreira de Jorge Wagner

  1. Clássico Ba-Vi: Apesar da grande rivalidade entre Bahia e Vitória, Wagner foi um dos jogadores que quebrou a barreira e atuou pelos dois clubes, tudo isso ainda nas categorias de base, mas também no profissional.
  2. Craque do Brasileirão: O jogador esteve presente em duas seleções do Brasileirão, por dois times diferentes e em duas posições diferentes, como lateral-esquerdo no Internacional, em 2006, e como meia-esquerda, no São Paulo, em 2007.
  3. Campeão estadual do Nordeste ao Sul: Jorge foi campeão estadual nos dois extremos do país. Foi campeão baiano, com o Bahia, campeão paulista, com o Corinthians, e Campeão Gaúcho, pelo Internacional.
  4. Bicampeão Colorado: Jorge Wagner teve uma passagem de dois anos no Internacional, onde venceu dois títulos, o Campeonato Gaúcho e a Copa Libertadores da América.
  5. Multicampeão na Ásia: No outro lado do mundo, Jorge Wagner foi campeão de todos os torneios nacionais do Japão, defendendo o Kashiwa Reysol, sendo 5 títulos ao todo. Além disso, também foi campeão russo, pelo Lokomotiv Moscou.
  6. Gol decisivo em Libertadores: Mesmo atuando como lateral na época, o atleta fez um gol decisivo que acabou dando a classificação para o Internacional na Libertadores de 2006. O time gaúcho venceu essa edição do torneio.
  7. Retorno à cidade natal: Aos 39 anos, o jogador retornou à sua cidade natal, Feira de Santana, onde atuou pelo Fluminense de Feira, até se aposentar.

- Publicidade -