A jogada que pode fazer o Inter vencer o GreNal 431

0

Existe um tipo de jogada capaz de ajudar o Inter a vencer o GreNal 431, o primeiro da final do Gauchão. O Colorado tem marcado vários gols de cabeça durante este começo de temporada, já foram oito bolas na rede oriundas de jogadas aéreas. É um número positivo para 13 jogos disputados até aqui.

Rodinei virou um especialista em mandar a bola para a rede, ele já tem sete assistências na temporada. Em relação a gols pelo alto, contribuiu com cinco delas. Victor Cuesta fez dois gols assim, mostrando que, seja em escanteios ou faltas diagonais, é um problema para as defesas adversárias.

Se o Inter é forte na bola aérea ofensiva, o Grêmio é fraco na bola aérea defensiva. Renato Portaluppi adotava a marcação mano a mano, e Tiago Nunes mudou o conceito para marcação por zona. Assim, os jogadores ainda estão aprendendo a nova filosofia.

O Caxias marcou um gol assim, na semifinal disputada na serra gaúcha. O Ypiranga também aproveitou, na estreia do treinador. Por isso, o Inter precisa insistir nas bolas aéreas para vencer o GreNal 431.

Gols do Inter pelo alto

A bola aérea tem salvado o Inter em muitas oportunidades, fruto de treinamento. Mas, não é só em cobranças de faltas ou escanteios, com a bola rolando também surgem gols assim. Veja todos que já foram marcados dessa maneira:

  • Novo Hamburgo 0x1 Inter (Marcos Guilherme, após falta cobrada por Moisés)
  • Brasil-PEL 1×2 Inter (Abel Hernandez e Rodrigo Dourado, após cruzamentos de Rodinei e Mauricio)
  • Inter 5×0 Esportivo (Rodrigo Dourado e Zé Gabriel, após faltas cobradas por Rodinei)
  • Inter 4×0 Deportivo Táchira (Víctor Cuesta, após escanteio cobrado por Rodinei)
  • Inter 6×1 Olimpia (Victor Cuesta, após escanteio cobrado por Rodinei, e Caio Vidal, após rebatida na área)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.