Abel Braga explica demissão do Lugano após novo dono e afastamentos

- Publicidade -

- Publicidade -

Abel Braga foi demitido do Lugano FC, da Suíça, apenas três meses depois de assumir o comando do clube. O treinador deixou a equipe na 6° posição do Campeonato Nacional. Em nota oficial, a assessoria do técnico explicou a saída:

“O projeto que me foi apresentado quando cheguei era muito bom, a cidade e o ambiente no clube são fantásticos, estava feliz com o trabalho, o time estava bem, evoluindo. Só que um novo dono assumiu e tudo mudou. Nosso grupo já era reduzido e jogadores importantes foram afastados. Até entendo a postura, mas não concordo. Certamente, inviabilizaria muito o que vinha sendo realizado. Fica aqui o meu agradecimento às pessoas que confiaram em mim e ao grupo de jogadores. Apesar da decepção de não poder levar adiante o que planejamos, só levarei as coisas boas daqui”.

- Publicidade -

Os auxiliares Ricardo Colbachini e Leomir de Souza também foram dispensados. O Lugano tinha três vitórias e duas derrotas sob o comando de Abel Braga.

A nota do Lugano FC

“O FC Lugano anuncia que decidiu, após análise atenta da situação, dispensar Abel Braga da função de treinador da equipe titular com efeitos imediatos. A mesma decisão foi tomada em relação aos auxiliares Ricardo Colbachin e Leomir de Souza. O clube gostaria de agradecer a Abel, Ricardo e Leomir, sempre foi muito profissionais, pelo excelente trabalho realizado e pelo grande empenho”, disse o Lugano, em nota oficial.

- Publicidade -

O clube suíço está enfrentando mudanças no departamento de futebol. Alguns jogadores também foram dispensados da equipe durante o período. Abel estava insatisfeito com a situação e acertou o desligamento juntamente com o Lugano.

O técnico assumiu o cargo em julho, com um contrato de um ano de duração. Na temporada passada, Abel comandou o Inter no segundo semestre e levou o Colorado ao vice-campeonato do Brasileirão.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022