Alessandro Barcellos e Diego Aguirre: Até quando vai o mandato e contrato no Inter?

- Publicidade -

- Publicidade -

Alessandro Barcellos e Diego Aguirre assumiram seus cargos no Internacional em 2021. Confira como está sendo a passagem dos dois pelo clube e até quando eles devem permanecer no Colorado.

O presidente assumiu o Clube do Povo em janeiro, junto com o conselho de gestão formado por Dannie Dubin (1° vice-presidente), Arthur Caleffi (2° vice-presidente), Luiz Carlos Ribeiro Bortolini (3° vice-presidente) e Humberto Cesar Busnello (4° vice-presidente).

O mandato de Alessandro Barcellos vai até o fim de 2023. O presidente destacou durante a campanha que a prioridade dele é a saúde financeira, o foco nas categorias de base e a utilização da ciência de dados.

- Publicidade -

“Passaremos por um momento de rupturas, não por pessoas nem com a história do Inter. Respeitamos o passado, mas estamos olhando para o futuro. Não podemos mais negociar com o tempo. Vencer no presente para construir a sustentabilidade de vencer no futuro”, afirmou o dirigente.

O Inter enfrentou o maior deficit da história em 2020, quando teve um prejuízo de cerca de R$ 90 milhões. Por esse motivo a prioridade do presidente é a reestruturação financeira.

Miguel Ángel Ramírez foi o treinador escolhido para comandar o Internacional no primeiro ano de mandato do dirigente. Sem sucesso, o Colorado foi vice-campeão do Campeonato Gaúcho, eliminado da Copa do Brasil pelo Vitória e goleado por 5 a 1 pelo Fortaleza no Brasileirão. O espanhol foi demitido e Diego Aguirre assumiu a equipe.

- Publicidade -

A era Diego Aguirre

O uruguaio assinou com o Inter até dezembro de 2022. Ele já comandou 15 jogos pelo Colorado e foi um dos principais responsáveis pela boa fase do clube há algumas semanas atrás, quando ganhou do Flamengo e do Fluminense.

O Internacional está em 11° na Série A, com 23 pontos. O próximo adversário é o Sport, no dia 13/09, às 20h00, na Ilha do Retiro, em partida válida pela 20° rodada. O Colorado busca a vitória para se aproximar do G-6.

Comentários do Facebook

- Publicidade -