América-MG está desenvolvendo projeto para virar empresa

Adversário do Internacional na próxima rodada do Brasileirão, o América-MG está desenvolvendo projeto para virar Sociedade Anônima do Futebol (SAF). O clube teve uma reunião na quinta-feira (7), para atualizar e prestar esclarecimentos sobre o andamento da situação.

Participaram do encontro os integrantes do Conselho Consultivo do clube, que engloba 36 nomes, incluindo ex-presidentes e membros dos conselhos de administração anteriores. O edital de convocação foi realizado pelo presidente do Conselho Deliberativo do América, Márcio Vidal Gomes da Gama.

Em entrevista coletiva concedida na semana passada, o coordenador do futebol clube-empresa do América, Marcus Salum, falou sobre a tentativa do clube de virar SAF. O dirigente destacou que o clube foi monitorado por investidores nos últimos meses, mas ainda existe um impasse.

“Valor é um problema, e não é valor do investimento inicial, é o valor do investimento no futebol, a partir do momento em que eu assinar. Eu quero garantia que o futebol vai ter um patamar bem superior do que ele tem hoje. Caso contrário, não tem sentido fazer a SAF”, afirmou Salum.

América-MG mantém cautela para assinar a SAF

O dirigente também disse que o América-MG mantém cuidado nas negociações, já que apenas clubes brasileiros que estavam em dificuldade assinaram o documento para virar SAF. O clube segue de olho nas situações envolvendo outros times.

“Só assinaram os clubes que estavam em dificuldade. Clubes que estão num momento igual ao do América estão estudando as melhores ofertas, porque a responsabilidade é muito grande. Então, em nome de fazer o investimento no futebol, eu não posso pôr em risco o clube. Não pode ser feito qualquer negociação, porque se não nós vamos ter dificuldade em resolver os problemas, caso eles ocorram”, salientou o coordenador do futebol clube-empresa do América.

- Publicidade -