Análise: Inter de Aguirre depende do Taison

0

O Internacional venceu o Juventude por 1 a 0 no Beira Rio. Segunda vitória de Diego Aguirre pelo Campeonato Brasileiro. Um resultado que dá fôlego ao time na disputa pela classificação às quartas de final da Libertadores.

O Inter foi superior em quase todo o jogo, mas pecou na organização ofensiva. Patrick, Caio Vidal e Lindoso foram apáticos durante o primeiro tempo. E quem tinha que se desdobrar em campo? Sim, Taison.

O camisa 10 teve que pegar bola dos pés dos zagueiros para levar o time ao ataque. Só que isso não é bom. Taison precisa estar próximo dos atacantes, flutuando entre as linhas de marcação. Lá ele é decisivo. Voltando para jogar com os volantes, fica longe do gol e o colorado fica sem o jogador que arma as jogadas.

Tanto que ao final do primeiro tempo, o mapa de calor de Taison se confundia com o do Inter. O time só chegava pelo lado esquerdo.

No segundo tempo, isso se modificou. A equipe passa a atacar mais pela direita. E por aquele lado sai o gol de Thiago Galhardo, que decreta a vitória da equipe.

No vídeo abaixo, mais detalhes táticos sobre o jogo e também sobre a dependência de Taison. Assista e deixe seu comentário.

Imagem: Tática Didática

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.