Até quando vamos depender de Zé Gabriel na zaga?

0

Mais uma vez Zé Gabriel comprometeu o resultado e o Inter saiu de campo derrotado. Ele que começou na base como atacante, agora é zagueiro, pelo menos para os técnicos Eduardo Coudet e Miguel Ángel Ramírez. Embora não demonstre aptidão para atuar nesta função.

Dizem que Zé Gabriel tem qualidade na saída de bola e por isso é o escolhido para atuar. Mas, isso não é perceptível dentro de campo. O zagueiro erra passes delicados praticamente em todos os jogos. E nesta terça-feira (11), fez um péssimo corte, permitindo o empate do Deportivo Táchira.

O jogador de 22 anos ainda poderá ser um bom volante, posição que exercia antes de Coudet encontrá-lo. Contudo, para jogar como zagueiro ainda falta muita coisa. Cuesta vem fazendo um bom início de temporada, mas muitas vezes fica sozinho para salvar o time.

Além do gol onde teve culpa direta, no primeiro tempo, ainda com o jogo 0 x 0, o Táchira perdeu uma excelente chance, sendo que foi o defensor o último homem a chegar. Aliás, a bola avançou justamente pelo local em que ele deveria estar.

Quais são as opções para o lugar de Zé Gabriel?

Lucas Ribeiro é o nome certo. É um zagueiro de bom porte físico e que ajudou bastante o time de Abel Braga no fim da temporada passada.

O estranho é que ele comprometeu muito pouco. Tente lembrar de lances decisivos em que o jogador falhou e comprometeu o resultado. São momentos raros.

Aliás, até mesmo na saída de jogo Lucas demonstra mais qualidade do que Zé Gabriel. Ele dá algumas arrancadas e vai rumo à área adversária.

Alguém inventou essa história de que Zé Gabriel tem uma saída qualificada e repassou para os dois técnicos gringos. Só que ainda dá tempo de reparar isso e classificar o Inter para as oitavas, em primeiro lugar.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.