Athletico x Inter: melhores momentos da derrota colorada no Brasileirão

0

O Internacional foi derrotado pelo Athletico-PR por 2 a 1 na noite deste domingo, na Arena da Baixada, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols dos paranaenses foram marcados por Terans e Vitinho. Edenilson, de pênalti, descontou para os visitantes.

Com o resultado, o Colorado estagnou na décima terceira colocação. O próximo compromisso do time de Diego Aguirre é diante do Cuiabá no próximo sábado, às 20h, no Beira-Rio.

Foto: Reprodução Twitter / Internacional

Melhores momentos de Athletico-PR x Inter pelo Brasileirão

O Athletico começou muito superior na partida, via seu adversário se defender e não oferecer contra-ataques como reação. Tanto que a primeira grande oportunidade para o Inter surgiu apenas aos 30 minutos. Aos 35′, após um erro crasso na saída de bola, Cuesta é obrigado a fazer a falta no limite da grande área. Na cobrança, Terans bateu no ângulo do lado do goleiro Daniel.

O time de Diego Aguirre até chegou ao empate alguns minutos depois, mas o árbitro anulou devido a uma falta bem duvidosa na origem da jogada. O lance funcionou como um balde de água fria para os visitantes, que sofreram o segundo. Já nos acréscimos, Nicolas cruzou pela esquerda, Victor Cuesta cortou mal e Vitinho finalizou sem chances.

Na volta do intervalo, a trocação ofensiva entre os dois times era intensa – que era perigoso, mas necessário. Aos 19′, o Internacional diminiu. Nicolas coloca a mão na bola após carrinho dentro da área, pênalti que Edenilsou converteu. O Athletico conseguiu cozinhar a partida até o final e o placar se manteve inalterado.

FICHA TÉCNICA

Athletico-PR: Bento; Marcinho (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolas; Christian (Erick), Cittadini e David Terans (Fernando Canesin); Nikão, Vitinho (Zé Ivaldo) e Matheus Babi (Renato Kayzer). Técnico: António Oliveira.

Internacional: Daniel; Heitor, Bruno Méndez, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenílson, Boschilia (Juan Cuesta) e Maurício (Thiago Galhardo); Caio Vidal (Palacios) e Yuri Alberto (Vinícius Mello). Técnico: Diego Aguirre.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.