Baldasso detona decisões tomadas pelo presidente do Inter

O jornalista Fabiano Baldasso falou sobre a temporada de 2021 do Internacional e criticou o presidente Alessandro Barcellos pelas decisões tomadas durante o mandato. Para ele, a não continuidade de Abel Braga no cargo foi um dos maiores erros da história do clube.

“A minha raiva de terem tirado o Abel, um dos maiores erros da história do clube. O presidente Alessandro Barcellos certamente tem algum dificuldade de relaxar e lembrar que ele fez isso com a torcida do Internacional, que ele mandou embora o Abel e jogou fora uma temporada inteira”, afirmou o jornalista.

Fabiano Baldasso ainda criticou a postura da gestão e afirmou que a desculpa de que o clube está sem dinheiro é errônea, já que foram pagos R$ 10 milhões de multa para Míguel Ángel Ramírez e ainda serão pagos R$ 2 milhões para Diego Aguirre ao fim da temporada.

“Não estão ajustando nada, no fim de setembro o Internacional teve R$ 44 milhões acumulados de déficit na temporada. O Internacional continua a mesma coisa. Pagou R$ 10 milhões de multa para o Miguel Ángel Ramírez e vai pagar R$ 2 milhões de multa para o Diego Aguirre, as coisas continuam sendo feitas de forma equivocada no Beira-Rio”, disse Baldasso.

Baldasso criticou as falas de um dirigente

O jornalista também falou sobre as declarações de Emílio Papaléo Zin e aproveitou para criticar Paulo Bracks. Segundo Baldasso, o diretor executivo não serve para o cargo e o Inter precisa de alguém mais apto, que tenha conhecimento sobre o mercado.

“O Paulo Bracks não serviria para ser estagiário do Rodrigo Caetano. Nós precisamos de um diretor executivo que conheça o mercado, que tenha abertura e penetração. Que consiga falar com as pessoas, o Paulo Bracks não é ouvido por ninguém. Tem que mandar embora agora”, salientou Baldasso.

Comentários do Facebook

- Publicidade -