Bolívar muda de ideia, desfalca Baldasso e aceita convite

- Publicidade -

- Publicidade -

A Chapecoense expressou o desejo em contratar Bolívar como auxiliar permanente do clube, mas, em um primeiro momento, o ex-jogador havia recusado o cargo e decidiu continuar nas transmissões com Fabiano Baldasso, porém o ex-Inter acabou mudando de ideia.

Bolívar vai fazer parte da nova comissão técnica que foi anunciada nesta quarta-feira (15). Felipe Conceição é o novo treinador e ao lado dele estarão Thiago Kosloski (auxiliar do comandante) e Bolívar (auxiliar permanente do clube).

A Chapecoense ainda apresentou mudanças na gestão de futebol e confirmou a contratação de Carlos Eiki Baptista, que será diretor executivo, e Victor Hugo dos Santos Nascimento, como coordenador.

- Publicidade -

Rebaixada para a Série B, a equipe quer conquistar o acesso, mas entende que a situação é diferente em relação aos anos anteriores. A Chapecoense enfrenta dificuldades financeiras e vai ter um orçamento modesto para a Copa do Brasil, Segunda Divisão e Campeonato Catarinense.

A Chapecoense adotou a ideia de ter um auxiliar fixo no clube para ter alguém de confiança na comissão técnica. Ídolo do Internacional, Bolívar foi o escolhido para assumir o cargo.

- Publicidade -

O ex-jogador vai trabalhar com Felipe Conceição, que é considerado um dos treinadores mais promissores do futebol brasileiro. A última boa campanha do comandante foi em 2019, quando assumiu o América-MG na lanterna e ficou muito próximo do acesso, na 5° posição.

A carreira de Bolívar

Bolívar já foi o treinador do União Rondonópolis, Barra, Novo Hamburgo, Cianorte, Brasil de Pelotas, Vila Nova e Santa Cruz, mas agora vai seguir apenas como auxiliar.

Como jogador, é ídolo do Internacional, onde tem 291 jogos e nove gols marcados. Os principais títulos conquistados foram: Libertadores da América (2006 e 2010), Sul-Americana (2008), Recopa Sul-Americana (2011) e Gauchão (2004, 2005, 2009, 2011 e 2012).

Comentários do Facebook

- Publicidade -