Ídolo do Inter, Bolívar terá nova função na Chapecoense

Ídolo do Internacional, Bolívar está na Chapecoense desde o início do ano e deixou o cargo que estava ocupando recentemente. O ex-jogador era o técnico interino do clube catarinense, porém o treinador Gilson Kleina foi anunciado para assumir a função de forma definitiva.

“A Associação Chapecoense de Futebol oficializou, neste domingo (20), a contratação do seu novo treinador para os compromissos da sequência da temporada 2022: Trata-se de Gilson Kleina – velho conhecido da torcida alviverde. Além do treinador, o auxiliar técnico Fabiano Xhá também voltará a integrar o quadro colaborativo do clube”, comunicou a Chapecoense.

Com a chegada de Gilson Kleina, Bolívar voltará ao cargo que estava exercendo antes da demissão do último treinador. O ex-atleta será auxiliar técnico permanente da Chapecoense e estará ao lado da nova comissão técnica da equipe catarinense.

O Alviverde está usando Bolívar na função desde o início do ano e a ideia é contar com alguém que tenha conhecimento sobre os jogadores e o clube. Dessa forma, a relação da comissão técnica com os atletas e dirigentes pode ser facilitada.

A Chapecoense passa por várias mudanças internas pois o clube vive um péssimo momento nas competições. Recentemente, a equipe foi eliminada pelo Moto Club na Copa do Brasil e caiu nas quartas de finais do Campeonato Catarinense para o Concórdia.

Bolívar foi eliminado com a Chapecoense

Durante a eliminação da Chapecoense na Copa do Brasil, Bolívar já estava no cargo de técnico interino. Na partida, o Alviverde jogava fora de casa e estava na frente do placar, porém acabou tomando a virada.

“Estamos muito tristes, não consigo acreditar ainda nesta situação. Você precisa ter controle emocional numa partida dessas, o descuido e a falta de concentração acabaram nos custando muito caro”, comentou o treinador.

Comentários do Facebook

- Publicidade -