Bracks volta a reclamar do Internacional e afirma: “ia dar certo”

Paulo Bracks, ex-executivo de futebol do Internacional, voltou a falar sobre sua passagem pelo clube e ainda comentou sobre a estreia de Mano Menezes como técnico do Internacional. O executivo foi demitido do clube após a eliminação na Copa do Brasil para o Globo-RN, por 2 gols a 0. Este também foi um dos motivos que culminou na saída de Cacique Medina e, consequentemente, na chegada de Mano ao time Colorado.

Bracks insistiu em entrevista que Medina daria certo no Internacional, e ainda afirmou que o técnico foi vítima do imediatismo que ronda as bandas do Beira-Rio há alguns anos. No entanto, segundo a entrevista concedida à Rádio Guaíba, Paulo Brack acredita no trabalho de Mano Menezes.

“Tinha total convicção no trabalho do Medina. Ia encaixar, ia dar certo. Mas a gente esbarra no imediatismo. Lembro sempre do Abel Ferreira que podia ter sido demitido depois de ser eliminado pelo CRB. A única pessoa que eu contratei para o Internacional foi o Cauan de Almeida. Tenho certeza que o Mano Menezes vai dar certo”, disse Brack à rádio do Rio Grande do Sul.

O ex-executivo de futebol do Inter segue rançoso com a saída do clube. Ele voltou a reclamar da demissão e se diz injustiçado. De acordo com as palavras dele, ele acredita que pagou sozinho pelos problemas do clube, mas também disse que já se sente melhor em relação ao fato.

“Minha mágoa foi muito pela personificação. Se você paga o pato sozinho, o culpado era você. A mágoa passou. Mas houve injustiça ali. A gente até pode permitir que o torcedor tenha esses devaneios de que todo mundo tenha que cair. De dentro do clube isso não é admissível. Se toda derrota tiver que virar tudo de cabeça pra baixo é enxugar gelo”

Segundo Bracks, todos falharam contra o Globo-RN, não existe um único culpado.

“Todo mundo fracassou ali (contra o Globo) quando você faz um link disso com a diretoria executiva parece que só o resultado interessava. Sem contar com a parte administrativa Minha mágoa é que esse link não é lógico. Não é técnico”.

O Internacional tem agora como executivo de futebol William Thomas, que chega do Avaí. O profissional foi anunciado na semana passada pelo clube.

Comentários do Facebook

- Publicidade -