Camisa rara do Inter vale R$ 35 mil: confira!

Já imaginou ter uma peça do seu time do coração avaliada em R$ 35 mil? Pois é, esse é o valor de uma camisa rara do Internacional, preparada especialmente para o Mundial de Clubes de 2006 e autografada pelo ídolo colorado Fernandão, que está à venda no site Memórias do Esporte.

A camisa é símbolo da maior conquista da história do Internacional, o Mundial de Clubes de 2006, em cima do então todo poderoso Barcelona de Ronaldinho e companhia. Mas o que faz com que a peça seja ainda mais rara é o fato de que ela nem ao menos chegou a ser utilizada na competição daquele ano.

Camisa do Inter foi pensada especialmente para o Mundial

A camisa do Internacional avaliada em R$ 35 mil foi um presente de Fernandão, um dos grandes nomes do Colorado na conquista do Mundial da FIFA de 2006. A peça, desenvolvida pela Reebok, foi totalmente pensada na competição, a ponto do material utilizado ser diferente.

fernandao mundial 2006

O Mundial de Clubes de 2006 ocorreu no Japão. Tóquio e Yokohama, as sedes do Internacional na competição, tinham máximas de 10ºC naquela época do ano. Pensando nisso, a Reebok desenvolveu uma camisa cujo material foi totalmente inspirado no frio, com a variação de mangas longas para os jogadores – como é o caso da que está avaliada em R$ 35 mil.

A camisa número 1 do Colorado no Mundial possui um visual retrô, baseada em um vermelho vivo com gola pólo branca e detalhes em branco nas mangas. Os números são brancos também, mas contam com contornos em dourado.

Apesar de ser o primeiro uniforme do Internacional, a camisa não foi utilizada nos dois jogos que o clube disputou no Mundial de Clubes de 2006. Isso porque o primeiro adversário do Colorado na competição, o Al-Ahly do Egito, também tinha em seu uniforme principal camisas vermelhas, o que fez com que o clube brasileiro optasse pelo uso das camisetas brancas nas duas partidas.

Sem acentos na rara camisa do Internacional

Quem vê a rara camisa do Inter avaliada em R$ 35 mil, pode estranhar a ausência do acento no nome de Fernandão, que está escrito como “Fernandao” no uniforme. Isso ocorre por conta de uma regulamentação da Federação Internacional de Futebol (FIFA) para os uniformes utilizados na competição.

As regras da FIFA naquele ano não permitiam o uso de acentos do nome dos jogadores estampados na camisa. Com isso, tanto o maestro Fernandão quanto Índio e Ceará, do Internacional, jogaram sem os nomes acentuados.

A peça de R$ 35 mil, que acabou não sendo utilizada no jogo, foi autografada e doada como presente por Fernandão. O ídolo Colorado, inclusive, faleceu em 2014.

Inter lança nova camisa em homenagem ao Mundial no Japão

Para o colecionador que não conseguir desembolsar R$ 35 mil para comprar o uniforme autografado por Fernandão, pode recorrer às novas peças do clube. Em dezembro de 2021, o Internacional lançou uma camisa inspirada na conquista do Mundial de Clubes de 2006, na cor branca e com a assinatura de Fernandão estampada no peito.

Mercado de camisas antigas

O mercado de uniformes do Internacional é aquecido na web. Sites/páginas como o Memórias do Esporte, em que está anunciada a camisa de 2006 de Fernandão, movimentam os vendedores e compradores.

No Instagram, destaque para o Brechó Colorado, que diariamente negocia peças relacionadas ao Internacional.

- Publicidade -