Caso de racismo: STJD pode expulsar o Corinthians do Brasileirão?

Nesta sexta-feira (5), o julgamento do caso entre Edenilson e Rafael Ramos obteve mais um episódio. Dessa vez, o STJD encaminhou a denúncia ao lateral português com a alegação de “indícios fortes” de racismo. Com isso, o caso se encaminha para última etapa e está perto de acusar o defensor alvinegro.

Algo que chama atenção são as possíveis penas ao Corinthians. Segundo o código disciplinas é previsto multas que podem chegar até R$ 100 mil até a perda de pontos ou exclusão do campeonato. Contudo, as medidas são a respeito de agressões por parte do torcedor. Além de que, a pena piora devido a quantidade do grupo que estabelece as ofensas.

O tema gera questionamento, principalmente, por conta da exclusão do Grêmio da Copa do Brasil de 2014. Na ocasião, um grupo de tricolores imitou um macaco para o goleiro Aranha, que defendia as cores do Santos. As ofensas ocasionaram na eliminação do arquirrival colorado. Com isso, o fato é ressaltado a cada novo episódio de racismo no futebol.

Rafael Ramos deverá ficar de fora dos jogos do Corinthians

Caso as ofensas do português a Edenilson sejam confirmadas a possível penalização será apenas ao lateral, que deverá ficar se afastar das atividas por 5 a 10 jogos. Sendo assim, o Corinhtians não deverá ser punido no Brasileirão.

Algo que estabelece a provável comprovação foi a decisão do inquérito publicada no site do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

“O conjunto probatório elaborado neste inquérito, e principalmente a Perícia Labial contratada por este Egrégio Tribunal, demonstraram que existe indícios fortes com ofensas de cunho racial oriunda do Atleta Rafael Antônio Figueiredo Ramos da equipe do Sport Club Corinthians Paulista, direcionada ao atleta Edenilson Andrade dos Santos, da equipe do Sport Club Internacional, ocorrida na partida realizada no dia 14.05.2022, válida pelo Campeonato Brasileiro – Série A, entre as equipes do Internacional e Corinthians”, afirma a decisão do inquérito.

Resta aguardar qual será a decisão do julgamento. Por ora, a previsão da pena é apenas o afastamento do lateral nas respectivas atividades.

Comentários do Facebook

- Publicidade -