Mais 10 dias: perícia do Caso Edenilson trará respostas!

O resultado da leitura labial do possível caso de racismo sofrido por Edenilson deve sair em até 10 dias. Esse é o tempo necessário para que o Instituto Geral de Perícias (IGP) chegue a uma conclusão. As imagens do momento do ocorrido são de fundamental importância para saber se houve ou não crime de injúria racial.

O possível crime aconteceu na partida entre Internacional x Corinthians, que terminou 2 a 2, pelo Campeonato Brasileiro 2022. Aos 30 minutos do segundo tempo, após disputa de bola entre o camisa 8 do Inter e o lateral-direito corintiano, o jogador colorado acusou o português de ofendê-lo com a palavra “macaco”.

As imagens da transmissão do jogo flagraram o momento no qual o lateral, supostamente, ofende o volante do Clube do Povo. As imagens da partida, assim como das câmeras do Beira-Rio, foram recolhidas para serem analisadas. Na última segunda-feira (16), elas foram entregues ao IGP para serem averiguadas.

Possíveis punições no Caso Edenilson, caso injúria racial seja comprovada

Na esfera esportiva foi aberto inquérito por parte do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para investigar o possível crime de injúria racial. Caso fique comprovado o crime, o jogador português e o Corinthians serão punidos e as penalidades podem ser graves.

Segundo o artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Neste caso, se o ato é praticado pelo atleta, pode implicar em punição de cinco a dez partidas e multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Se a infração for considerada de extrema gravidade, as penalidades a serem aplicadas podem ser mais pesadas. Neste caso, o STJD poderá aplicar punições conforme os incisos V, VII e XI do art. 170, que preveem pena máxima de exclusão de campeonato.

Comentários do Facebook

- Publicidade -