Cauan de Almeida banca Moledo e D’Alessandro e já supera Medina no Inter

Com uma tarefa árdua em assumir o Inter, aos 33 anos, logo na despedida de D’Alessandro, Cauan de Almeida surpreendeu na escalação e já conseguiu superar Medina ao mandar um time sem improvisações a campo. Além disso, trouxe o craque para os onze iniciais e recolocou a segurança defensiva com Rodrigo Moledo.

Mesmo com o placar apertado e muitas dificuldades contra o Fortaleza, o Inter de Cauan de Almeida foi um time mais organizado e sólido do que as últimas exibições de Medina. Mesmo com as mudanças, o interino valorizou o trabalho da comissão anterior.

“Uma das coisas que foi bem fomentada e falada é que a gente ia aproveitar muito o legado da comissão anterior. Eles fizeram um trabalho muito forte. Fizemos alterações taticamente, mas aproveitamos valores. Soubemos aproveitar isso muito bem pra fazer uma estratégia”, disse Cauan na coletiva.

Sobre D’Alessandro, o interino bancou a decisão e destacou o critério técnico: “A decisão do D’Alessandro passou por dois fatores: técnico, por conta da ausência do Taison. Fez mais a ação de armador, tentamos fazer uma ligação boa com o Bustos e acho que deu certo. E também pelo aspecto emocional. precisamos da energia que ele ia proporcionar pro ambiente. Passamos por dificuldade, o que é natural, Fortaleza é uma equipe muito bem treinada. Estamos falando de uma vitória bem importante”.

Moledo é um dos melhores do Inter

Rodrigo Moledo foi um dos melhores em campo. Vencendo as disputas pelo alto e garantindo a segurança defensiva, o jogador que não começou nenhuma partida como titular em 2022, mostrou que está pronto para ajudar.

“Moledo foi uma questão tática. A característica de imposição física e defesa na área foi fundamental. Ele tava trabalhando forte e hoje ele teve a oportunidade”, disse o interino.

Comentários do Facebook

- Publicidade -