Clube português cobra R$ 2 milhões do Inter

- Publicidade -

- Publicidade -

O Internacional está sendo cobrado pelo Belenenses, de Portugal, pela falta de pagamento da taxa de vitrine ao volante Eduardo Henrique, que na época foi vendido ao Sporting por 3 milhões de euros. O Colorado confirmou a situação e já está negociando com o clube português.

Eduardo Henrique foi contratado pelo Inter em 2016, depois de jogar pelo Atlético-MG por três anos em um acordo com o Coimbra-MG. O atleta fez parte da campanha do rebaixamento do Colorado e ainda permaneceu na equipe até o primeiro semestre do ano seguinte, quando foi emprestado para o Athletico.

- Publicidade -

O meia retornou em 2018 e ficou no Internacional até julho. O clube não tinha muito interesse no atleta e decidiu emprestar ele para o Belenenses. Eduardo se destacou no futebol português e chamou a atenção do Sporting, que contratou o meia por 3 milhões de euros.

O Belenenses deveria receber 400 mil euros (R$ 2,4 milhões) do Internacional pela taxa de vitrine, que varia entre 10% e 20%, e foi assim que começou o desentendimento entre as duas equipes. Os anos passaram e a gestão do ex-presidente Marcelo Medeiros não pagou o clube.

- Publicidade -

A cobrança caiu em cima da nova gestão do Colorado, comandada por Alessandro Barcellos. O Internacional está negociando com o Belenenses e tenta chegar a um acordo.

Eduardo Henrique

O volante, que foi transferido ao Sporting, fez alguns jogos no começo da temporada, mas não se destacou. O meia somou 22 partidas em Portugal. Figura frequente no banco de reservas, Eduardo começou a ser emprestado para ganhar tempo de jogo.

O jogador passou pelo Crotone, da Itália, e agora está no Al-Raed, da Arábia Saudita. O empréstimo acaba em junho de 2022 e o vínculo em Portugal vai até 2024.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022