Comentarista elogia direção do Inter por nova postura no mercado da bola

A atuação do Internacional no mercado tem agradado alguns comentaristas. Para o jornalista Diogo Olivier, a diretoria acerta ao buscar reforços para o setor ofensivo da equipe de Alexander Medina. Recentemente, o Colorado anunciou Wanderson e Alexandre Alemão, e segue monitorando outras peças.

“Desta vez, está certa a direção, ainda com o cargo de executivo de futebol vago após a demissão de Paulo Bracks. O déficit de atacantes é gritante, em qualidade e quantidade. E faz tempo. Acentuou-se com as saídas de Yuri Alberto e Thiago Galhardo”, disse o comentarista.

Prestes a começar o Campeonato Brasileiro e a Sul-Americana, a diretoria colorada quer mais jogadores no plantel. Com um elenco curto, é complicado encarar o calendário tumultuado do futebol brasileiro, que conta com jogos a cada dois dias. Além disso, há a possibilidade de alguns atacantes saírem.

“Enquanto não voltam os tempos nos quais o Inter formava em casa atacantes para erguer taça e depois vendê-los por milhões de euros, fazendo a roda girar, tem mesmo de garimpar o mercado em busca de atacantes no plural”, completou.

Inter busca mais reforços

Apesar do sistema ofensivo ser o foco nas contratações, outras posições também são alvo. Segundo as informações, todos os setores podem ser reforçados, com exceção do gol. Em especial, o Clube do Povo quer jogadores para o meio de campo e para a zaga.

Os nomes cotados atualmente são Alan Patrick e Vitão, ambos do Shakhtar Donetsk. Devido ao conflito no leste da Europa, os atletas dos clubes ucranianos estão sendo liberados para assinar com outras equipes.

Para contratá-los, o Internacional precisará vencer a concorrência. Os times brasileiros estão aproveitando as oportunidades para se reforçarem também.

Comentários do Facebook

- Publicidade -