Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Como Forlán veio parar no Inter após ser eleito o melhor da Copa do Mundo?

O Inter pegou todo mundo de surpresa em 2012 e anunciou a contratação de Diego Forlán, eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010. A passagem dele por Porto Alegre não foi das melhores, mesmo assim teve momentos interessantes. Mas como aconteceu a negociação?

O vice-presidente de futebol, Luciano Davi, Fernandão que era diretor executivo e Jorge Baidek foram os personagens que trouxeram o uruguaio ao Beira-Rio. Davi contou à GaúchaZH o movimento necessário para a contratação dar certo.

“Eu e o Fernandão estávamos procurando um atacante de qualidade e um dia me liga o Baidek, que era muito próximo do Fernandão, querendo conversar conosco. Ele nos disse que havia tentado levar o Forlán para o Grêmio, que não aceitou e que estava nos oferecendo o jogador. A partir daí a gente foi analisar o histórico dele na Europa, acompanhamos o desempenho em 2011 e 2012 e concluímos que deveríamos trazer, desde que fosse com o passe livre”, disse.

O jogador estava na Inter de Milão, onde não fez muito sucesso, mas ainda era preciso convencer os italianos a liberarem o atleta. Davi e Fernandão foram ao Uruguai conversar com Pablo Forlán, pai do atacante, onde disseram que só fariam o negócio se ele viesse de graça.

Dias depois, a Internazionale liberou o atleta, houve novas conversas entre seus representantes e o Inter, com o acordo celebrado num almoço em Montevidéu. Todo esse procedimento levou cerca de um mês, desde os primeiros contatos até a assinatura.

Como foi a passagem de Forlán pelo Inter?

Forlán foi o artilheiro do Gauchão 2013, fazendo nove gols. Porém, o Brasileirão não foi bom para ele, acabando no banco de reservas, mesmo assim foi o vice-artilheiro do Internacional, com 17 gols. No total, teve 22 marcados em 55 partidas, uma boa média.

O uruguaio recebia um salário de R$ 500 mil no Colorado e deixou Porto Alegre no começo de 2014 para jogar no Cerezo Osaka, do Japão. Ainda deixou uma dívida de R$ 8 milhões para o Inter pagar, valor que acabou sendo quitado somente em 2018.