Como jogam os técnicos pretendidos pelo Internacional?

O Internacional pretende fechar a contratação do novo treinador ainda antes do Natal. A única certeza é de que será um nome estrangeiro. Os favoritos para assumir o Colorado são o argentino Eduardo Domínguez, do Colón, e o uruguaio Alexander Medina, que comanda o Talleres. O clube precisa definir o técnico para colocar em prática o planejamento da próxima temporada.

Ambos os profissionais têm 43 anos e as semelhanças não param por aí. Os dois nomes agradam a diretoria colorada justamente por possuírem um estilo de jogo parecido.

“Medina e Domínguez são jovens, têm vocação ofensiva e são diretos. Os dois pensam muito mais no ataque do que na defesa e são ambiciosos em criar situações de gol”, disse o jornalista e analista tático do diário Olé, Vicente Muglia.

Como jogam os técnicos pretendidos pelo Internacional?

Em comparação com dois estilos diferentes de treinadores que passaram pelo Internacional recentemente, Eduardo Coudet e Miguel Ángel Ramírez, o estilo de Medina e Domínguez é mais semelhante ao do primeiro. 

Ambos priorizam a verticalidade em relação à posse de bola. A diferença mais notável entre eles é no desenho tático. Eduardo Domínguez jogou com três zagueiros e dois atacantes no Colón, em 2021. Já Cacique Medina utilizou uma linha de quatro defensores e três atacantes.

“Domínguez não usa pontas. Ele gosta de escalar um meia e dois atacantes e, com isso, os seus laterais chegam muito à linha de fundo. No Colón, ele utilizou o esquema 5-3-3. Já o Medina usa mais o 4-4-2 ou 4-2-3-1. Por vezes, na fase ofensiva, é quase um 4-2-4, pois o meia e os pontas avançam muito. Já na hora de defender, os pontas recuam, virando um 4-5-1”, esclarece o jornalista e analista Gabriel Corrêa, do Footure.

Comentários do Facebook

- Publicidade -