Copa do Mundo 2022: o que eu não posso fazer no Catar?

A escolha do Catar como sede da Copa do Mundo 2022 gerou controvérsias por conta de questões envolvendo o país. Algumas delas são em relação às regras e costumes, que são tão diferentes do habitual vivido no ocidente. Por lá, existem coisas que não se podem fazer em público e é preciso prestar atenção.

Assim como muitos países árabes, as regras no Catar são rígidas em relação ao comportamento. Determinadas ações em público podem levar até mesmo a consequências com a justiça.

Talvez as regras mais conhecidas são as que dizem respeito à vestimenta. Os catarenses, tanto homens quanto mulheres, vestem uma túnica. Os turistas, no entanto, não precisam usar as mesmas roupas. Porém, é preciso evitar vestes curtas, roupas acima dos joelhos, com decote, ou que mostrem barriga ou ombros, além de roupas transparentes.

Outro cuidado a ser tomado é em relação às fotografias. É preciso aviso prévio para tirar fotos de lugares ou pessoas. Tirar fotos de edifícios religiosos e militares sem autorização é crime. Por isso, os jornalistas precisam de uma licença emitida pela Agência de Notícias do Qatar (ANQ) para trabalhar.

No país, o consumo de bebidas alcoólicas é restringido a alguns locais, como restaurantes, bares e hotéis. Andar pelas ruas bêbado pode causar detenção.

Homossexualidade e afeto público na Copa do Mundo 2022

Apesar do discurso dos organizadores de que o público LGBTQIA+ será bem aceito no país, ser homossexual no Catar é um crime com punição de até três anos de detenção.

Por fim, é preciso ficar atento à demonstração de afeto em público. Isso vale não só para beijos e abraços, mas também para apertos de mão entre pessoas do sexo oposto. Mesmo os estrangeiros podem responder por atos libidinosos e serem punidos com chibatadas.

Comentários do Facebook

- Publicidade -