7 curiosidades sobre a carreira de Iarley

Gigante da camisa 10, o baixinho Iarley é um dos maiores ídolos da história recente do Internacional. Peça decisiva de alguns dos maiores títulos da história do clube, o meia-atacante é um jogador inesquecível para o torcedor colorado.

O “Pequeno Grande Homem”, chegou como uma contratação de peso ao Beira-Rio, com uma carreira já consolidada. No entanto, saiu ainda maior do que quando chegou a Porto Alegre, contribuindo também com a grandeza já existente do Internacional.

Curiosidades da carreira de Iarley

  1. Do Ferroviário ao Real Madrid: revelado pelo clube cearense, o atacante se transferiu para o Real Madrid B, em 1995, e depois para o time principal dos Merengues; a passagem pela Espanha, no entanto, não deu muito certo.
  2. Calou a Bombonera: jogando pelo Paysandu, fez o histórico gol da vitória do time paraense contra o Boca Juniors, na Argentina, por 1 a 0, na final da Libertadores de 2003.
  3. A 10 de Maradona: em 2004, após brilhar contra o Boca, atuando pelo Papão, Iarley foi contratado pelos Xeneizes, a pedido de Carlos Bianchi, e vestiu a lendária camisa 10 do clube, que foi usada por Maradona e Riquelme.
  4. Irmão de Pelé: após balançar as redes no clássico contra o River Plate, ele foi chamado pelos torcedores hermanos de “irmão do Pelé”, e até mesmo de “reencarnação de Maradona”, naquela partida.
  5. Escolheu o Inter: o camisa 10 tinha opção de renovar contrato com o Dorados, do México, ir para outros clubes do país ou aceitar a proposta do Colorado; pouco depois, estava vestindo a camisa vermelha.
  6. Bicampeão do Mundo: no Inter, foi peça chave na conquista da Libertadores e do Mundial, em 2006; com o título em cima do Barcelona, sagrou-se bicampeão, pois havia vencido o torneio Intercontinental pelo Boca.
  7. Futsal após aposentadoria dos gramados: quando pendurou as chuteiras de travas, calçou as de salão e jogou pelo SER Alvorada; fez quatro gols em três jogos pela equipe.

Comentários do Facebook

- Publicidade -