7 curiosidades sobre Guiñazu

Pablo Horacio Guiñazu é sinônimo de raça em campo para os torcedores que o viram jogar. No Brasil, especialmente os Colorados conhecem bem o volante argentino, que é um dos ídolos recentes da história do Internacional. Curiosidades não faltam ao longo dos mais de 20 anos de carreira do interminável ‘El Cholo’.

As curiosidades sobre a carreira de Guiñazu

  1. Ídolo do Libertad-PAR: antes de ser contratado pelo Internacional, o argentino rodou pelo futebol sul-americano por cerca de 10 anos. No Libertad, foi campeão nacional, semifinalista da Libertadores e virou ídolo.
  2. Interesse do Colorado em 2006: foi justamente durante a semi da Liberta de 2006 que o jogador foi observado pelo futuro time. Guiñazu foi eliminado naquela oportunidade pelo clube que o contrataria um ano depois.
  3. 9 títulos pelo Inter: com a camisa vermelha que tanto honrou, ganhou Libertadores, Sul-Americana, Recopa, Copa Suruga, Copa Dubai, e um tetracampeonato gaúcho.
  4. Recusa de deixar o Internacional: em 2008, o meio-campista se recusou a trocar o Beira-Rio pelos altos valores do futebol árabe. “Não troco grana nenhuma por isso, estou muito à vontade e aqui vou ficar!”, disse ao anunciar a sua permanência no clube.
  5. 2009 ano de destaque individual: no ano em que conquistou o bicampeonato gaúcho, foi também destaque do Brasileirão, sendo eleito o melhor volante pelos prêmios Craque do Brasileirão e Bola de Prata.
  6. “O dia mais difícil de minha carreira”: assim ele definiu o dia em que deixou o Beira-Rio, em 2012. Em cinco anos de clube, fez 282 jogos e marcou quatro gols. Números que não traduzem toda dedicação e ligação com a torcida.
  7. Treinava de casaco: mesmo em altas temperaturas, o volante estava sempre vestido de agasalho de mangas longas. Segundo ele, o agasalho no treino era pensando na preparação para o jogo, para entrar em campo mais leve.

Comentários do Facebook

- Publicidade -