7 curiosidades sobre o ex-zagueiro Índio

O ex-zagueiro Índio é, sem dúvidas, um dos maiores nomes da história do Internacional. Dos 19 anos de carreira do ex-jogador, dez, a maior parte, foram no Beira-Rio, vestindo a camisa vermelha. Foi vestindo as cores do Inter que ele teve mais destaque na carreira, depois de ter iniciado no interior de São Paulo.

Sinônimo de raça e dedicação, de compromisso de um jogador com um clube o que não faltam são feitos relevantes na história de Marcos Antônio de Lima, o Índio. Entre as principais taças, o Mundial, as disputas com o São Paulo na Libertadores e a Sul-Americana, foi multicampeão!

Títulos não faltaram ao camisa 3 no Colorado. Foto: Internacional.

As 7 curiosidades da carreira de Índio:

  1. Costela quebrada e pulmão perfurado: assim que chegou ao clube, em 2005, ele quebrou a costela em jogo pela Sul-Americana, contra o Rosário Central, e acabou tendo o pulmão perfurado; a lesão deixou o defensor afastado por oito meses.
  2. Bola de Prata em 2006: no ano mágico da história do Colorado, o zagueiro foi eleito para a seleção do Brasileirão pelo prêmio criado pela revista Placar.
  3. Campeão Mundial com o nariz quebrado: sinônimo de raça, o zagueiro jogou a final do Mundial de Clubes da Fifa de 2006, contra o Barcelona, com o nariz quebrado; a lesão aconteceu depois de uma cotovelada de Edinho.
  4. Zagueiro construtor? Foi no defensor que o gol contra o Barcelona, no Mundial, se iniciou; no lance, o camisa 3 dá um chutão, que terminaria no gol de Adriano Gabiru.
  5. 4 vezes seleção do Gauchão: o zagueiro foi eleito, em quatro oportunidades, para a seleção do Campeonato Gaúcho (2005, 2008, 2009 e 2012).
  6. Zagueiro artilheiro: Índio é o zagueiro que mais fez gols na história do Internacional, com 33 bolas nas redes adversárias.
  7. 15 títulos pelo Inter: foram cinco taças do Gauchão (2005, 2008, 2009, 2011, 2012, 2013 e 2014); duas Libertadores (2006 e 2010); Mundial de Clubes (2006); Recopa (2007 e 2011); Dubai Cup (2008); Copa Sul-Americana (2008); e Copa Suruga Bank (2009).

Comentários do Facebook

- Publicidade -