D’Alessandro se esquenta e solta o verbo sobre dirigente do Inter

Andrés D’Alessandro concedeu entrevista ao programa Apito Final, da Rádio Bandeirantes, nesta quinta-feira (30). O ex-jogador fez criticas para o vice-presidente Dannie Dubin, lembrando que o atual dirigente o criticava quando ainda não estava na direção do clube.

“Eu vi uma foto do Figueroa no Chile, com um presidente e um diretor. Esse é o problema nosso, o cara que falava mal do clube, falava mal dos atletas, que detonava os atletas na internet e que mudou 1000 vezes o nome para se esconder, tirou foto com um dos maiores ídolos do nosso clube”, afirmou o argentino.

D’Alessandro destacou que Dubin criticou ele por oito anos, então ele não pode ter o privilégio de tirar uma foto com o Figueroa. O ex-jogador disse que o dirigente falava mal do clube e dos atletas atrás da internet, e depois se escondia.

“Ele não tem nem que ter a chance de tirar foto com o Figueroa. Então, essa coisa precisa mudar. Eu fui detonado durante 8 anos por ele, não tenho problema em falar. Ele me detonava pela internet e ficava mudando de nome, eu me faço, mas não sou idiota”, salientou o meia.

D’Alessandro criticou a torcida do Internacional

Ainda durante a entrevista para a Rádio Bandeirantes, D’Alessandro criticou uma atitude da torcida do Internacional. O ex-atleta falou sobre a situação do volante Rodrigo Dourado, que saiu do clube recentemente e era constantemente criticado pelos torcedores.

“Ele segurou muito a bronca lá dentro. (…) Ele precisa ser reconhecido, por ser uma cria do clube também, por ficar no pior momento da história do nosso clube”, afirmou o argentino.

“Pegou. A nossa torcida tem a mania né? Tem que parar com isso aí (perseguir jogadores). Mais recente tem a vaia ao Estevão. Eles têm as vezes a mania de marcar o jogador”, finalizou.

- Publicidade -