Derrotado pelo Inter, presidente do Grêmio pode abandonar o time

Após a derrota por 1 a 0 contra o Internacional, nesta quarta-feira (9), o Grêmio pode ter a saída do presidente Romildo Bolzan. O mandatário garante que permanecerá até o final do ano. Porém, existe pressão para ele concorrer ao cargo de governador do RS.

Em janeiro, o presidente deu uma declaração desmentindo os boatos sobre a candidatura. “Já avisei ao partido que vou ficar no Grêmio até o final e não serei candidato ao governo do estado”, disse ele, em entrevista para a Rádio ABC103 FM.

Segundo informações do jornalista Farid Germano Filho, na manhã desta quinta-feira (10), Romildo Bolzan sairá do Grêmio em razão de outras pretensões políticas. Com isso, o novo presidente do Tricolor será Adalberto Preis.

Ainda conforme Farid, Duda Kroeff não quis assumir como vice-presidente de futebol do clube e Odorico Roman deve assumir o cargo no lugar de Dênis Abrahão. A troca no comando da direção está prevista para o dia 20 de março.

As mudanças no Grêmio podem indicar uma mudança total no departamento de futebol para a disputa da Série B. A partir do novo mandato, o Tricolor terá cerca de dois meses de preparação até o início da competição nacional.

Grêmio pode enfrentar o Internacional novamente

Derrotado pelo Internacional na última rodada do Gauchão 2022, o Grêmio pode enfrentar o Colorado na próxima fase da competição. Os dois times estão classificados e vão definir os confrontos conforme os resultados da 11° rodada.

O Internacional enfrentará o Guarany de Bagé, neste sábado (12), às 16h30, no Estádio Estrela D’Alva, enquanto o Grêmio enfrenta o Ypiranga, na Arena, durante o mesmo horário da partida do Colorado.

Caso a dupla GreNal termine na segunda e terceira posição, haverá confronto nas semifinais do Gauchão 2022. Com outra combinação de resultados, os dois times precisarão passar para a final para se enfrentarem.

Comentários do Facebook

- Publicidade -