Dia de goleiro: Edenilson já atuou improvisado na Itália e não levou gols

Pela segunda vez, o meia teve que assumir a meta

0

Edenilson jogou alguns minutos como goleiro do Internacional e até fez uma defesa. Ele substituiu Daniel, que levou uma bolada no rosto e precisou deixar a partida. Mas, essa não foi a primeira vez que o meia fez a função.

Quando defendia o Genoa, atuou por alguns minutos como goleiro, em um duelo contra o Palermo, pelo Campeonato Italiano.

“Peguei as luvas durante cinco minutos no campeonato italiano no final do jogo. Mas ninguém chutou no gol, foi só para bater um tiro de meta”, contou o jogador em 2017.

Essa entrevista concedida à GaúchaZH aconteceu em uma época que o Inter sofria com a definição do goleiro para a final do Gauchão, contra o Novo Hamburgo. Danilo Fernandes, Keiller e Marcelo Lomba estavam com problemas.

“Se precisar, acredito que todo jogador está à disposição para ajudar o time”, disse ele.

Na época, Edenilson acreditava que não seria necessário nenhum jogador ir para o gol. Acontece que quatro anos depois, isso foi necessário e o jogador assumiu a responsabilidade.

“Não, não. A princípio, não vai precisar ninguém ir pro gol, não. A gente tem uma semana ainda, vamos ver o que aconteceu”, disse na época.

Edenilson passou em branco como goleiro do Inter

Até mesmo Pelé já atuou como goleiro. Edenilson teve novamente essa experiência e após o jogo, relembrou o caso acontecido na Itália. O goleiro Mattia Perin foi expulso aos 48 do segundo tempo e ele ficou no gol até terminar o jogo, aos 52.

“Uma situação atípica, no Genoa, eu já tinha tido essa experiência. Veio menos bola no gol. O professor tem passado para a gente sair com sensação de deixar tudo para conquistar esse ponto. Porque lá na frente vai ser importante”, disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.