Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Diori Vasconcelos revela erro grotesco de abordagem em Inter x Coritiba

O comentarista Diori Vasconcelos, em sua coluna na GZH, falou sobre um erro grotesco cometido pela arbitragem na partida entre Internacional e Coritiba, no último domingo (29). No entanto, a reclamação do apresentador foi além: ele destacou que erros estão acontecendo há algum tempo e que a CBF precisa tomar alguma atitude.

Diori reclama que os bandeiras estão marcando infrações antes do término das jogadas. “Não estou falando simplesmente de erros na marcação de impedimentos. É mais grave do que isso. Estou falando de equívocos que ferem o protocolo adotado desde a chegada do VAR. Isso porque os bandeiras estão sinalizando infrações sem esperar o desfecho das jogadas”.

O especialista em arbitragem afirmou que isso já havia acontecido na partida antes do Coxa. “Ocorreu no jogo do Inter contra o Vasco. A assistente Neuza Back marcou impedimento no momento em que Valencia foi lançado e impediu uma chance clara de gol. A posição do jogador do Inter era legal e ele ficaria na cara do goleiro”, salientou.

Na partida entre Internacional e Coritiba, a situação voltou a se repetir no lance em que houve a marcação de pênalti de Dalbert em Robson. A infração realmente aconteceu e foi marcada depois da interferência do VAR, porém, por uma pequena diferença de tempo, a arbitragem de campo não estragou o lance.

“O assistente Leonardo Henrique Pereira levantou a bandeira no momento em que o jogador do time paranaense foi acionado. Decisão errada em uma jogada legal e marcada no momento inadequado. O grande problema é que se o árbitro André Luiz Bento tivesse apitado um segundo antes, o pênalti teria sido invalidado pela decisão precipitada da arbitragem”, afirmou Diori.

Diori Vasconcellos ressalta erro da arbitragem

A situação em torno da arbitragem poderia ter interferido em um lance capital da partida entre Internacional e Coritiba, alterando diretamente o resultado do confronto. O Colorado acabou sendo derrotado pelos paranaenses no placar de 4 a 3.

“O VAR não poderia interferir em um lance capital e isso seria algo irreparável, como foi no jogo do Inter contra o Vasco. A orientação precisa ser revista e repassada para os assistentes. A não ser que a CBF esteja esperando algo mais grave acontecer para tomar uma medida”, disse Diori.