Direção do Inter planeja a contratação de um coordenador técnico

Diretor de futebol é contra a ideia

0

A direção do Inter planeja a contratação de um coordenador técnico, que sirva de ponte entre os gestores, a comissão técnica e o grupo de jogadores. A informação é do jornalista Leonardo Meneghetti. Entretanto, não há unanimidade sobre o assunto.

O diretor executivo de futebol, Paulo Bracks, entende que não é necessário fazer esse investimento. Ele acredita que já atua bem fazendo essa conexão entre os diferentes segmentos que compõe o clube. Enquanto isso, a direção vê a situação com outros olhos.

Seria necessário encontrar alguém que tenha uma ligação com o clube, para exercer um papel semelhante ao de Muricy Ramalho no São Paulo. O problema é contratar alguém que é treinador e ainda esteja em atividade. Isso pode gerar uma ruptura interna.

A direção acredita que ao trazer um profissional com essa característica seria possível melhorar a relação com os atletas. Um dos atuais vice-presidentes do clube, Dannie Dubin, passou os últimos anos criticando o grupo de jogadores. Esse é só um dos exemplos que precisam ser contornados.

Qual seria o papel do coordenador técnico do Internacional?

O Internacional tem um treinador com pouca experiência, o diretor de futebol também faz sua estreia na Série A e o preparador físico veio da segunda divisão espanhola. Ainda assim, Paulo Bracks entende que essa interligação está em sua alçada.

Esse interlocutor não é visto em muitos clubes do país, um dos argumentos do diretor executivo para convencer a direção do contrário. No começo da gestão, foi cogitado que Tinga seria contratado para a função, depois o nome de Pedrinho, ex-Vasco, ganhou força. Agora o assunto voltou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.