Edenilson no gol? Relembre jogadores de linha já improvisados no Inter

Meia deu assistência e fez defesa na partida

0

O Internacional empatou com o América-MG por 1×1 pela Série A. O que chamou atenção mesmo foi o desempenho de Edenilson, que deu uma assistência e jogou como goleiro. Fez três boas intervenções e até ganhou ponto no Cartola por uma defesa praticada.

Teve que ir para o gol porque Daniel levou uma bolada no rosto e não conseguiu continuar, as cinco trocas já haviam sido feitas. Antes dele, outros atletas do Clube do Povo também já foram goleiros por um dia. Relembre alguns casos históricos.

Além de Edenilson, jogadores de linha que foram goleiros no Inter

Figueroa

O ídolo do Internacional teve que jogar como goleiro. Foi no dia 17 de outubro de 1973, contra o Moto Club, em São Luiz do Maranhão. O goleiro Rafael foi expulso e o Colorado ganhava por 2×0.

Na época eram permitidas duas substituições e o técnico Dino Sani já havia mexido no time.

“Nunca tinha passado por isso. Só brincava quando menino. Mas a área eu conheço. É como sempre falei. É minha casa. Isso me ajudou. Peguei algumas bolas. Me saí bem daquela vez”, contou Figueroa em conversa com o Globo Esporte.com.

Nei

O Internacional ganhou do Corinthians em 2010 por 3×2, pelo Brasileirão. O lateral Nei tirou uma bola com a mão e foi expulso, fez o trabalho de goleiro sem ser o arqueiro do time, por isso tomou o cartão vermelho.

O árbitro Sandro Meira Ricci marcou o pênalti, que resultou em gol do Corinthians. Certamente Nei teve Suarez como inspiração, atacante que meses antes evitou um gol de Gana, na Copa do Mundo, usando também a mão. Mas, naquele caso o batedor chutou para fora.

Rafael Moura

Em 9 de outubro de 2014 Rafael Moura assumiu a meta do Internacional. O Colorado perdia por 4×0 para a Chapecoense pelo Brasileirão e Dida foi expulso após cometer um pênalti. He-Man foi para o gol e não conseguiu defender a cobrança.

Abel Braga não podia mais fazer substituições e o atacante foi o escolhido. O pênalti foi cobrado e convertido por Camilo, que anos depois jogaria no Beira-Rio. Havia sido o último jogador de linha antes de Edenilson ir para o gol.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.