Eleição do Inter teve votos a mais contados? Perícia apresenta informação importante

A repercussão sobre o processo eleitoral do Inter parece não ter acabado. Na tarde da última quarta-feira (11), o Correio do Povo publicou a respeito de uma suposta fraude no sistema de votação. No entanto, outras informações dão conta que apesar das suspeitas, o processo não possui comprovação de irregularidades.

O contraponto a respeito das conjecturas foi publicado pelo Gaúcha ZH, na qual afirma que apesar do documento de 108 páginas apresentar inconsistências, não há comprovações de beneficiários, tampouco a utilização de robôs para a votação, conforme suspeitavam as primeiras notícias.

De acordo com o laudo, “o escrutínio dos votos e os resultados confrontam perfeitamente com as informações que foram divulgadas na imprensa”.

Eleição foi ou não fraudada?

O conflito de notícias faz duvidar que o processo seja resolvido em breve. Além de apontar coerência entre as informações e os resultados, o documento conclui que não há como constatar que qualquer candidato tenha sido prejudicado ou beneficiado.

“Na perspectiva da Integridade, não temos percebido alterações no ambiente, nos dados e registros antes, durante e depois do pleito que levassem a uma suspeita de manipulação”, aponta o laudo.

Mesmo assim, a chapa derrotada deverá ir até a justiça para tentar a impugnação do processo. Desde o término da eleição, Aquino e sua equipe afirmam desconfiar dos resultados. Com isso, a novela segue ocorrendo nos bastidores, algo totalmente prejudicial para o Colorado, que ainda está em processo de recuperação dentro de campo.

Comentários do Facebook

- Publicidade -