Este atacante do Internacional fez até Rafinha Bastos pedir autógrafo

Rafinha Bastos já se declarou torcedor do Colorado, mas explicou também como parou de acompanhar o time depois de uma campanha decepcionante para ele. Porém, em entrevista recente, o comediante falou sobre o único jogador que ele já pediu autógrafos no tempo em que ainda acompanhava o time.

Durante participação ao programa Goal Betshow! Rafinha explicou quem é o jogador e como foi o pedido da assinatura. “Nilson, o único que eu pedi, centroavante do Internacional. Eu fui até a casa dele, bati no interfone, falei Nilson sou teu fã, você pode me dar um autógrafo? ele desceu, deu autógrafo, foi um cara super legal”, explicou.

Nílson teve passagem pelo Internacional entre 1988 e 1989, onde começou a ter visibilidade no cenário nacional. Com boas atuações, inclusive em um GreNal na época, o atacante chegou a ser sondado pelo Barcelona e fechou com o Celta de Vigo, da primeira divisão da Espanha.

Atacante teve seu primeiro destaque no Internacional

Nilson Pirulito, como era chamado, defendeu mais de 20 clubes brasileiros durante os anos 80 e 90, mas a sua projeção ao futebol nacional foi no Internacional, com Abel Braga. Em entrevista ao 3º tempo o ex-jogador contou como o treinador o fez se destacar no esporte.

“E em 88, o Juan Figer me comprou e me emprestou para o Internacional, para jogar de meia (..) Aí o Abel Braga, o Abelão, chegou no sábado à noite e disse: Eu não conheço o grupo e vai jogar o time que vinha jogando, e aí o Internacional estava perdendo para o Coritiba por 1 a 0 em casa e, com 10 minutos do segundo tempo, me chamou e disse: Você vai entrar e vai de centroavante”, começou.

“Eu já fiquei meio puto, né? Caraca, eu não quero jogar mais de centroavante… Aí eu entrei, dei o passe de cabeça para o Luiz Fernando Flores fazer o gol de empate e depois o Mauricio vai no fundo, cruza e eu faço o gol da vitória, de perna direita. Aí o Abelão falou: Você vai ficar como titular de centroavante, e eu acabei sendo o artilheiro do Brasileirão de 88 com 15 gols”, explicou.

- Publicidade -