Ex-Grêmio ganha força para ser técnico do Inter em 2022

- Publicidade -

- Publicidade -

O Internacional não vai ter Diego Aguirre na próxima temporada e a direção analisa nomes para assumir o cargo. Ex-Grêmio e Fluminense, o técnico Roger Machado ganhou força nos bastidores do Beira-Rio e pode ser anunciado nas próximas semanas.

O comandante tem um estilo ofensivo, que prioriza a posse da bola, então é considerado pela direção como o nome ideal para assumir o cargo, já que o Colorado quer mudar o estilo de jogo na próxima temporada para buscar por novos ares.

- Publicidade -

Roger Machado tem conhecimento sobre o futebol brasileiro e isso é mais um fator positivo para que o comandante seja contratado. Alguns nomes estrangeiros do futebol sul-americano foram especulados, mas a aposta em algum nome desconhecido deixa a direção com um pé atrás.

O comandante esteve à frente do Fluminense em seu último trabalho, mas não teve sucesso na passagem. Ficou no clube de março à agosto e não teve nenhuma conquista relevante. Sem o treinador, a equipe carioca conseguiu uma vaga na Libertadores da América.

- Publicidade -

O primeiro trabalho de Roger Machado em um grande clube do futebol brasileiro foi pelo Grêmio, que comandou de 2015 à 2016, mas também não teve muito sucesso no clube.

O Internacional mantém outros nomes no radar e a definição sobre o novo treinador vai sair nas próximas semanas. O Colorado aguarda a escolha para trabalhar com maior precisão na venda de jogadores e busca por reforços.

Baldasso comentou sobre a busca do Inter por um treinador

O jornalista Fabiano Baldasso falou sobre o processo de escolha por um novo treinador, afirmando que a direção deve contratar alguém que tenha conhecimento sobre o Internacional.

“Colhemos nessa campanha ridícula de um dos piores anos da nossa história o que nós plantamos lá no começo através da incompetência na tomada de decisões. Nós não podemos errar de novo. O que eu considero erro neste momento? Eu considero trazer alguém de fora, não falo em estrangeiro, mas em alguém de fora”, disse Baldasso.

Comentários do Facebook

- Publicidade -