Falcão critica Patrick pelos caixões do GreNal 434: “um erro”

- Publicidade -

- Publicidade -

Paulo Roberto Falcão, responsável por produzir um vídeo pedindo paz antes do último GreNal, inclusive com depoimentos exclusivos dos dois treinadores, não aprovou a atitude do meia colorado Patrick em erguer caixões azuis após a vitória de 1×0 do Inter no Beira-Rio.

Segundo ele, esse tipo de brincadeira deve ficar restrita aos torcedores, até porque os atletas, logo ali, podem virar colegas de clube.

Patrick, na ocasião, acabou expulso por toda a confusão, assim como o lateral gremista Cortez, que foi um dos jogadores rivais mais irritados com a provocação.

- Publicidade -

O pantera ergueu caixões azuis levados pela torcida Colorada para provocar o rival em alusão ao possível terceiro rebaixamento da história do Grêmio. Descontentes com a provocação, os atletas gremistas iniciaram uma confusão generalizada no gramado, e o lateral-esquerdo Bruno Cortez foi o jogador mais exaltado em todo o tumulto.

O que falou Falcão

- Publicidade -

“GreNal eu tenho visto pouco. Mas acho um erro do atleta fazer isso (levantar caixão do rival). Isso é coisa para o torcedor, mas cada um faz o que acha que deve. Os jogadores do Grêmio também já fizeram. Mas o jogador precisa respeitar o companheiro de profissão. Amanhã ou depois podem estar no mesmo lado”

“O tal do ‘olé’ eu nunca permiti, mesmo quando eu jogava. Acho desrespeito. Se você é superior, faz cinco, seis, sete gols. Seja sério. E o GreNal tem muita competição. O curioso é que antigamente a competição era dos jogadores nascidos no Sul. Hoje não, tem competição mesmo com os que são de fora”, opinou Falcão em entrevista nesta semana ao podcast Flow Sport Club – veja a fala abaixo:

Comentários do Facebook

- Publicidade -