Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Federação perde a paciência e quer impedir chegada de reforços no Internacional

O Internacional segue de olho na possibilidade de aumento do limite de estrangeiros relacionados por partidas no futebol brasileiro. Após a aprovação por unanimidade entre clubes no ano passado, o tema será colocado em pauta no Conselho Técnico da CBF nesta terça-feira (5). A nova proposta prevê o total de até nove jogadores de fora do país por partida.

Em 2023, o limite subiu de cinco para sete jogadores por partida, em ação que foi comemorada pelos clubes do futebol brasileiro. No entanto, a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) vai apresentar um estudo que aponta mais de 140 jogadores estrangeiros nas Séries A e B no Brasil e se manifestará contra a proposta.

“Já cobrei o presidente da CBF (Ednaldo Rodrigues) sobre o tema por ofício. Era cinco e virou sete. Agora querem nove. É estrangeiro demais. O futebol brasileiro precisa de socorro”, dispara Alfredo Sampaio, presidente da Fenapaf, que acredita em reflexos na formação e em menos oportunidades de trabalho aos jogadores do Brasil.

O Internacional conta com oito estrangeiros no elenco, então aposta em uma mudança para a temporada de 2024. No momento, o Colorado tem Sergio Rochet, Gabriel Mercado, Fabricio Bustos, Hugo Mallo, Carlos de Pena, Charles Aránguiz, Enner Valencia e Lucas Alario. Além disso, o clube aguarda a chegada do colombiano Rafael Borré.

Internacional aposta na chegada de Borré

O atacante Rafael Borré teve a chegada antecipada confirmada pelo Internacional. O profissional foi liberado pelo Werder Bremen, da Alemanha, e deve ser inscrito até o fechamento da janela de transferências, que encerra na quinta-feira (7). Desta forma, o Colorado terá um aumento no limite de estrangeiros para nove jogadores.

No entanto, o Inter também deve acertar a liberação de Carlos de Pena até o final do mercado de transferências. O atleta está fora dos planos do Colorado e tem negociações com outros clubes do futebol sul-americano. O Boca Juniors, da Argentina, surge como um dos interessados.