Fifa nega mudança que prejudicaria o Inter

Recentemente, houve um boato sobre a possibilidade de as partidas de futebol durarem 100 minutos. A informação saiu do jornal italiano Corriere dello Sport, porém foi negada pela Fifa em nota oficial divulgada pela federação.

“Após alguns relatos e rumores divulgados hoje, a Fifa gostaria de esclarecer que não haverá alterações nas regras sobre a duração das partidas de futebol para a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™️ ou qualquer outra competição”, informou a entidade.

O jornal italiano disse que a mudança poderia acontecer com o objetivo de evitar o desperdício de tempo em uma partida. O boato poderia prejudicar o Internacional, já que tem um elenco curto e poucas alternativas no banco de reservas.

No momento, a maior reclamação nos bastidores é o fato de que o Colorado tem poucas alternativas. O presidente Alessandro Barcellos falou sobre isso e destacou que a intenção do Internacional é reforçar o elenco visando o aumento da competitividade interna.

“Que a gente possa dar alternativas ao treinador. Essa é uma mudança de filosofia, isso tem a ver com a declaração do Taison, é a competitividade interna. Para o jogador que for titular saber que tem no banco alguém louco para entrar e virar titular do time. É isso que a gente vai buscar”, comentou o presidente.

Internacional segue em busca de reforços

A comissão técnica enxerga a necessidade de reforços e a direção está em busca de peças com caracteristicas condizentes com o pedido de Cacique Medina. O objetivo do Colorado é contratar um zagueiro e um meia antes do fechamento da janela de transferências no dia 12 de abril.

Para essas posições, dois jogadores do Shakhtar Donetsk foram cotados no Internacional e ainda podem reforçar o elenco. O zagueiro Vitão e o meia-atacante Alan Patrick estão interessados no acordo, porém o Clube do Povo precisa de um acerto com os ucranianos.

Comentários do Facebook

- Publicidade -