Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Formado no Inter é eleito um dos piores do mundo

Nesta terça-feira (24), um site esportivo russo, o Championat, divulgou uma lista com as dez piores contratações de jogadores estrangeiros da história do CSKA Moskou. Entre os nomes citados, um dos atletas foi formado nas categorias de base do Internacional.

Trata-se do zagueiro Bruno Fuchs, que foi negociado pelo Inter para o clube russo em agosto de 2020. Fuchs sofreu com lesões no futebol europeu, participou de apenas 18 partidas e agora está emprestado ao Atlético-MG para a temporada de 2023. No clube mineiro verá novamente o técnico Eduardo Coudet, com quem trabalhou no Internacional.

“O CSKA comprou o zagueiro por um dinheiro decente, mas o jogador imediatamente teve sérios problemas. Fuchs machucou o quadril, perdeu vários meses e depois foi submetido a uma cirurgia na perna. A lista de lesões cresceu rapidamente, o que não se pode dizer do número de partidas”, diz a publicação do site, sobre a contratação de Bruno Fuchs pelo CSKA.

A venda de Bruno Fuchs para o futebol russo foi a maior de um zagueiro da história do Internacional. A negociação rendeu aos cofres Colorados 51 milhões de reais. Antes, o posto era de Lúcio, que foi vendido por R$ 16 milhões ao Bayer Leverkusen no ano de 2000.

Na lista feita pelo site, outro velho conhecido do Internacional também configura entre as piores contratações da história do CSKA Moskou. Caso do centroavante Ricardo Jesus, que teve uma passagem pelo clube gaúcho entre as temporadas de 2005 e 2007.

Atlético-MG com cara de Inter em 2023

Os clubes brasileiros estão se preparando para a temporada de 2023. Entre os clubes da Primeira Divisão, oito terão a competição continental mais importante da América do Sul, a Copa Libertadores da América. Além do Inter, Flamengo, Palmeiras, Fluminense, Corinthians e Athletico-PR começarão a disputa já classificados para a fase de grupos. Já Fortaleza e Atlético-MG ainda terão que passar pela pré-Libertadores.

Todos estão buscando reforçar suas equipes em busca de seus objetivos. Mas as movimentações feitas pelo Atlético-MG chamam mais atenção. Depois da saída do técnico Cuca, o clube mineiro anunciou a chegada de Eduardo Coudet, velho conhecido do torcedor Colorado, que comandou o Inter entre 2019 e 2020.

Durante as negociações com o treinador argentino, a diretoria do Atlético-MG prometeu reforços para a equipe para que fosse possível brigar por todos os títulos da temporada. Por sua passagem pelo Beira-Rio, o treinador pediu contratações de jogadores com quem trabalhou no Internacional.

O primeiro a chegar foi o meio-campista Edenilson, que foi vendido pelo Colorado ao Atlético-MG por R$ 6 milhões. No Galo, o ex-camisa 8 do Internacional irá refazer dupla com Patrick, que também jogou pelo Clube do Povo, mas estava no São Paulo. Além dos jogadores do meio-campo, o zagueiro Bruno Fuchs, que foi revelado pelo Inter, também irá defender o alvinegro mineiro em 2023.

Mas além dos reforços para dentro de campo e para o comando da equipe, o Atlético-MG também tem um ex-profissional do Internacional nos bastidores. Trata-se do diretor executivo Rodrigo Caetano, que antes de trabalhar no Galo, foi executivo de futebol do Colorado entre 2018 e o final de 2020.