Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Fracassou no Grêmio e agora choramingou detonando Alessandro Barcellos

Uma peça que fracassou em sua passagem pelo Grêmio e agora apareceu para choramingar detonando o presidente Alessandro Barcellos. A rivalidade entre as duas maiores equipes do Rio Grande do Sul não se limita aos confrontos diretos e também passa até mesmo por disputas em relação à quantidade e qualidade dos títulos conquistados.

E foi esse o assunto que acabou gerando uma polêmica recente. Em entrevista ao programa De Placa, da TNT Sports, o presidente do Inter, Alessandro Barcellos, acabou comentando que o Grêmio não possui mundial segundo a Fifa, o que parece ter causado uma revolta do lado azul.

“Essa resposta eu acho que a Fifa pode dar. Ela tem uma resolução muito clara de que os mundiais começaram a partir de um determinado momento. Até então, era considerado um campeonato intercontinental. Então tem uma diferença distinta pela Fifa, não é o Internacional que diz isso. O Internacional tem orgulho de ser campeão mundial Fifa. Oficialmente. O troféu está lá na minha sala. Alguns tem, outros ainda não”, disse o mandatário.

Ex-dirigente do Grêmio se queimou com Alessandro Barcellos

Nas redes sociais depois disso, o ex-vice-presidente de Futebol do Grêmio, Paulo Caleffi, acabou se incomodando e resolveu tentar responder o mandatário colorado. Em publicação, afirmou que esse tipo de comentário demonstrava “despreparo e desinformação” de Alessandro Barcellos.

“Corneta entre torcedores sempre existiu e faz parte da rivalidade. Contudo, quando um mandatário do clube entra nesse ambiente, não demonstra apenas despreparo e desinformação (sobre resoluções da Fifa), mas também um enorme desrespeito por uma conquista obtida há 40 anos”, declarou.

Vale lembrar que Caleffi não é mais dirigente do Grêmio, tendo desligado do cargo há alguns meses atrás depois de se envolver em uma grande polêmica em relação a Luis Suárez. Na época o então dirigente afirmou que não haviam conversas para aposentadoria do uruguaio, mesmo que todas as informações e declarações apontassem o contrário.