Galhardo abre o jogo sobre briga com direção

Emprestado ao Celta de Vigo, o atacante Thiago Galhardo está chegando perto do fim do contrato com a equipe espanhola. Com isto, se aumenta o interesse no futuro do jogador, que não sabe ainda se permanecerá na Espanha, se voltará a jogar pelo Inter ou se será negociado com outra equipe. Em entrevista produzida pela Betway e repercutida no site Transfermarkt.com, Galhardo falou, entre outras coisas, sobre os motivos que fizeram com que ele saísse do Internacional, em outubro do ano passado.

O jogador admitiu que teve um imbróglio com a direção do Internacional, entretanto, afirmou que a iniciativa de sair do time partiu dele, Galhardo: “Mudaram as gestões, muita coisa mudou e tem muitas coisas que a gente não concorda, mas precisa respeitar. Minha mãe já dizia que quando um não quer, dois não brigam. E quem está insatisfeito sai. Foi o que aconteceu. Eu deixei bem claro que eu não estava satisfeito com o que estava acontecendo. Mas quando um ciclo se fecha é porque algo bom vai se abrir e foi isso que sempre aconteceu na minha carreira.” Afirmou o jogador.

A divergência com a direção partiu também do clube, que fez questão que Galhardo buscasse outros rumos. Tanto que a costura para o acordo do atacante com o clube espanhol partiu do próprio presidente Alessandro Barcellos, pela boa relação que ele possui com Eduardo Coudet, técnico do Celta.

Como os membros da direção seguem os mesmos, dificilmente haverá um clima melhor para o retorno de Galhardo, que vê nos últimos dias, sua posição mudar no Celta de Vigo. Isto porque assumiu a titularidade após o afastamento de Santi Mina, então atacante titular que foi condenado por abuso sexual pela imprensa espanhola.

Comentários do Facebook

- Publicidade -