Galvão Bueno narrou os títulos mais importantes da história do Inter

Galvão Bueno não terá seu contrato renovado com a TV Globo após 48 anos trabalhando na emissora. O narrador irá se aposentar oficialmente das narrações na televisão. Mesmo assim, não significa que irá parar de produzir conteúdo. O comunicador tem uma relação próxima com o torcedor do Inter.

Com narrações inesquecíveis durante sua trajetória em diversos esportes, Galvão narrou momentos épicos da história do Internacional. Como de costume, o narrador transmitiu emoção ao relatar gols que jamais irão sair da memória colorada.

O narrador não participou das transmissões dos títulos brasileiros do Inter na década de 1970 e nem da Copa do Brasil de 1992. Curiosamente, a final da Libertadores 2006 foi transmitida por Cleber Machado, mas Luís Roberto narrou para o Rio de Janeiro, sem Galvão Bueno na decisão.

Galvão Bueno citou Carpegiani e Falcão durante jogo do Brasil contra a Bolívia.
Galvão Bueno lembrou de Falcão e Carpegiani em jogo do Brasil. Foto: Reprodução / Galvão Bueno.

Mundial de 2006

Um dos relatos marcantes da carreira de Galvão Bueno, foi o gol de Gabiru contra o Barcelona, na final do Mundial de Clubes de 2006. Aos 36 minutos do segundo tempo, o atacante colorado estufou as redes do goleiro Victor Váldez e Galvão soltou a voz para narrar o gol mais importante da história alvirrubra:

Sul-Americana 2008

O segundo grande título do Internacional que Galvão Bueno relatou, foi a conquista da Copa Sul-Americana de 2008. Após vencer o Estudiantes no jogo de ida da final, o Inter precisava apenas de um empate para consolidar o título. No entanto, o time argentino devolveu o placar e levou o jogo para a prorrogação.

Quando a partida se encaminhava para os pênaltis, Nilmar empurrou para o gol após cobrança de escanteio. O gol do atacante colorado encaminhou o título inédito para o Inter:

Libertadores 2010

O último título colorado que Galvão Bueno narrou, foi a final da Libertadores em 2010. O Clube do Povo venceu os dois jogos diante do Chivas Guadalajara e conquistou o continente pela segunda vez. O segundo gol, na vitória por 3 a 2, foi marcado por Leandro Damião, que na época ainda vivia seu início de carreira:

Comentários do Facebook

- Publicidade -