Internacional em busca do título do Brasileirão Sub-20

- Publicidade -

- Publicidade -

De maneiras distintas, o futuro de Inter e São Paulo chega à final do Campeonato Brasileiro Sub-20. A primeira partida da decisão será disputada no domingo (19), no Beira-Rio, às 16h. A volta, agendada para o dia 26, será no Morumbi. Enquanto os colorados chegam após uma mudança de rota durante a competição, o time paulista consolida o trabalho realizado pelo ex-meia Alex.

Nenhuma das duas equipes iniciou o torneio com o rótulo de favorito. O São Paulo foi líder durante a primeira fase, terminando em quarto lugar. Os gaúchos sempre rondaram a zona de classificação e, após 19 partidas, garantiram a vaga com a sétima colocação.

- Publicidade -

No meio da caminhada, o técnico Fábio Mathias deixou Porto Alegre para assumir o Flamengo. A direção colorada apostou em uma medida inusitada. O time passou a ser comandado por um dueto formado por João Miguel e Leonardo Martins.

Estilos diferentes de Inter e São Paulo

Em campo, os estilos também são diferentes. Meia refinado, Alex monta o seu time com três zagueiros e adota um futebol de toque de bola. A dupla de técnicos do Inter opta por uma formação que espera mais o adversário.

- Publicidade -

— A filosofia de jogo do São Paulo é de posse de bola, troca muito bem passes e tem uma transição rápida. O Inter espera mais, tem um contra-ataque rápido, com dupla de volantes muito boa. É um time mais tático do que técnico – avalia Caio Nascimento, colunista do site Footure.

As duas equipes tiveram vida difícil nos mata-matas. Nas quartas de final, o Inter despachou o Palmeiras, com vitória na ida e empate na volta. Nas semifinais, a vítima foi o Atlético-MG, mas com os resultados na ordem inversa: empate em casa e vitória como visitante. O São Paulo teve como adversários Athletico-PR e Flamengo, avançando com uma vitória e um empate em cada um dos confrontos.

— Os dois times são bem sólidos defensivamente. O São Paulo muda o time com maior constância — opina Mozart Maragno, administrador do portal Olheiros, especializado em categorias de base.

Outra diferença é que o Inter contou com maior intercâmbio entre o time sub-20 e a equipe principal. Jogadores como o centroavante Matheus Cadorini, o atacante Juan Cuesta e o lateral-esquerdo Thauan Lara, considerado uma das revelações do torneio, já integraram o elenco de Diego Aguirre.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022