Goleadores do novo Beira-Rio: 3 do Inter atual podem passar D’Alessandro

0

D’alessandro lidera a lista dos maiores artilheiros da história do novo Beira-Rio, com 26 gols. Guerrero, em terceiro lugar, está à apenas 3 gols de empatar com o argentino. Edenilson está na quarta posição com 22 gols. Thiago Galhardo, um pouco mais distante, está em sétimo lugar com 18 gols.

A lista completa, segundo a Rádio Gaúcha, conta com:

1) D’Alessandro – 26 gols
2) Nico López – 24 gols
3) Guerrero – 23 gols
4) Edenilson – 22 gols
5) Eduardo Sasha – 21 gols
6) Vitinho – 21 gols
7) Thiago Galhardo – 18 gols

Em 2021, Guerrero marcou apenas um gol. Centroavante se recupera de lesão e caso receba tempo de jogo terá grandes chances de bater a marca do ídolo do Colorado.

Edenilson marcou 9 gols em 31 jogos disputados nesta temporada (considerando jogos em casa e fora) e chegou ao quarto lugar na lista. Caso mantenha a média de gols, o meia deve passar a marca de D’alessandro ainda neste ano.

Thiago Galhardo está um pouco mais distante na lista, em sétimo lugar. O jogador está no banco de reservas, em má fase e não deve alcançar a marca do argentino em 2021.

Eduardo Sasha e Vitinho, respectivamente do Santos e Flamengo, também podem aumentar a marca, já que vão enfrentar o Inter no Beira-Rio pelo Campeonato Brasileiro.

Por onde anda Andrés D’alessandro?

O ex-meia do Colorado está no Nacional, do Uruguai. O atleta veio para o clube em janeiro de 2021 após sair do Internacional. O jogador é reserva na equipe uruguaia. Nesta temporada, jogou 16 jogos, não marcou nenhum gol e deu uma assistência.

D’alessandro começou no River Plate, sendo tratado como uma grande promessa. Depois de 3 anos, foi transferido e rodou pelo futebol europeu, atuando por Wolfsburg, Portsmouth e Zaragoza. Retornou para a argentina, pelo San Lorenzo, em 2008. No mesmo ano, começou sua trajetória pelo Inter.

No Colorado, foram 358 jogos, 55 gols e 73 assistências. Pelo clube, o meia foi campeão da Copa Sulamericana, da Copa Libertadores e da Recopa Sulamericana. Em 2016, foi emprestado por um ano para o River Plate, neste ano, o Clube do Povo foi rebaixado para a Série B.

Em 2017, D’alessandro retornou para o Inter e fez parte do elenco que subiu para a Série A. O meia ainda ficou no clube até o fim de 2020.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.