Grêmio dependeu de colorado para evitar sua falência

O ano de 2004 marcou o segundo rebaixamento do Grêmio para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Com um elenco totalmente defasado, por conta do rombo financeiro após a queda, a direção gremista teve que recorrer a um treinador criado na base do arquirrival. Trata-se de Mano Menezes, que atualmente comanda a casamata alvirrubra, mas que marcou positivamente na história do lado azul de Porto Alegre.

Mano orquestrou o Tricolor na campanha do acesso a Série A e fez parte de um dos jogos mais celebrados da história gremista. O comandante foi peça chave no comando da equipe na batalha dos aflitos, em que de forma emocionante, o Grêmio despachou o Náutico após perder quatro jogadores expulsos.

Caso o Tricolor não alcançasse o regresso a elite do futebol nacional, a situação financeira do clube ficaria ainda pior. Com isso, Mano fez parte da salvação do Tricolor de uma possível falência e eternizou seu nome na prateleira gremista.

Técnico colorado salvou o Grêmio em período delicado

Depois disso, o técnico seguiu na equipe e fez parte da reconstrução, em que acabou levando o arquirrival colorado para a disputa da final da Libertadores, dois anos após o regresso para a Série A. Com a derrota para o Boca Júniors na final, Mano encerrou seu ciclo no Grêmio e foi até o Corinthians, onde consolidou uma carreira vitioriosa, que o levou até a Seleção Brasileira.

Com uma carreira repleta de conquistas, Mano atualmente busca alcançar feitos com o Inter. O treinador nunca escondeu o carinho pela dupla Grenal, mas as raízes construídas no Clube do Povo indicam que a preferência possivelmente seja pelo lado vermelho da capital gaúcha.

- Publicidade -