Se isso acontecer o Grêmio será rebaixado nesta segunda-feira

O empate em 1 a 1 com o Corinthians, na Neo Química Arena, não rebaixou o Grêmio, mas deixou o clube em situação complicada. Para continuar sonhando com a permanência na Série A, o Tricolor agora depende das derrotas de Cuiabá e Juventude ainda pela 37ª rodada.

Com a vitória do Bahia sobre o Fluminense por 2 a 0, na tarde deste domingo (5), na Fonte Nova, o cenário da luta contra o rebaixamento se modificou. O Tricolor baiano subiu para a 15ª colocação com 43 pontos. Mesmo número de pontos do 16º Juventude e do 15º Cuiabá.

Porém, as duas equipes ainda jogam na rodada. Nesta segunda-feira (6), o Juventude encara o São Paulo, no Morumbi, às 19h, enquanto o Cuiabá recebe o Fortaleza, às 20h. Caso os dois pontuem, o Grêmio estará matematicamente rebaixado, pois não alcançará mais os 44 pontos.

O terceiro rebaixamento do Grêmio está próximo

Na atual campanha, os gremistas ocupam a 18ª posição do Brasileirão, com 40 pontos. Em 37 jogos, o time perdeu 19 partidas, empatou 7 e venceu apenas 11. 

O primeiro rebaixamento do Grêmio aconteceu em 1991. O time era considerado bom e caro para os padrões da época, no entanto, terminou o campeonato na penúltima colocação com 12 pontos. Curiosamente, o clube voltou para a série A, no ano seguinte, em nono lugar, graças a uma manobra da CBF.

Na segunda queda, já na era dos pontos corridos, em 2004, o Grêmio ficou com a lanterna da competição, tendo apenas 28% de aproveitamento. A crise que quase rebaixou o clube um ano antes, derrubou um ano depois. Além da precária situação financeira, a campanha daquela temporada foi marcada pela indisciplina e falta de comprometimento de alguns jogadores.

Comentários do Facebook

- Publicidade -