Grenal 433: Melhores momentos do empate entre Inter e Grêmio no Brasileirão

0

O Internacional ficou no empate em 0 a 0 no Gre-Nal da noite deste sábado (3), na Arena do Grêmio, em partida válida pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Colorado estagnou na décima quarta colocação. Agora, o Clube do Povo foca suas atenções para o duelo diante do Olimpia, na quinta-feira, pela Libertadores da América.

Leia também: Notas dos jogadores do Internacional voto da torcida

Foto: Reprodução Twitter / Internacional

Melhores momentos do Grêmio x Internacional pelo Brasileirão

O Inter dominou as ações ofensivas do primeiro tempo. Diego Aguirre começou com 4-1-4-1, novamente liberando Taison para a criação. Pelo volume que ofereceria (com três chances claras) nos contra-ataques, o Inter merecia estar na frente, mas errava demais na última bola.

No sistema defensivo, a última linha colorada estava muito bem encaixada e pouco sofria.  Patrick vinha fazendo uma partida formidável pela esquerda neutralizando Douglas Costa e as subidas de Rafinha, o setor mais forte do oponente.

A saída de Taison no intervalo e as alterações promovidas por Diego Aguirre deixaram o Inter muito morno na segunda etapa. Felipão conseguiu fazer com que seu time cozinhasse o jogo e travasse o ímpeto colorado em prover contra-ataques. Mas os gremistas também não apresentavam nada ofensivamente, com Douglas Costa isolado.

O Inter ensaiou uma blitz nos minutos finais, mas as tentativas de Yuri Alberto e Patrick pararam em Gabriel Chapecó, melhor jogador da partida.

FICHA TÉCNICA

Grêmio: Gabriel Chapecó; Rafinha, Pedro Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Fernando Henrique, Victor Bobsin, Douglas Costa; Alisson, Diego Souza e Ferreira. Técnico: Felipão.

Internacional: Daniel; Saravia, Bruno Méndez, Víctor Cuesta, Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, Taison; Caio Vidal e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

Arbitragem: Flavio Rodrigues de Souza, auxilado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques. No VAR, Marcio Henrique de Gois. Quarteto paulista.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.