Grenal 433: Notas dos jogadores do Inter contra o Grêmio no Brasileirão

0

O Internacional ficou no empate em 0 a 0 no Gre-Nal da noite deste sábado (3), na Arena do Grêmio, em partida válida pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Os grandes destaques colorados ficaram por conta de Bruno Méndez e Yuri Alberto. Confira as notas:

Foto: Reprodução Twitter / Internacional

Notas dos jogadores do Inter contra o Grêmio no Brasileirão

Leia também: Notas dos jogadores do Internacional voto da torcida

Daniel: 6,0

Quase não foi ameaçado, passou tranquilidade quando foi exigido.

Saravia: 5,5

Nada fez para a partida ofensivamente e teve dificuldades atrás.

Bruno Méndez: 7,5

Passou segurança na defesa colorada como pouco antes visto nesta temporada. Se não fosse pelo bobo cartão amarelo, teria uma nota maior.

Víctor Cuesta: 6,5

Também fez uma atuação segura, apesar de não tanto quanto seu companheiro de zaga.

Moisés: 6,0

Teve mais consistência defensiva que Saravia, mas pouco acrescentou na frente. Jogador que mais errou passes.

Rodrigo Dourado: 6,0

Fez o trabalho sujo no meio campo e não deixou que o Grêmio tomasse conta do setor.

Edenilson: 5,0

Peça ofensiva que menos adicionava à transição rápida para o campo de ataque, ainda perdeu uma chance clara ao não devolver de maneira certa para Yuri Alberto no primeiro tempo.

Patrick: 6,5

Um verdadeiro leão pela esquerda do campo. Ajudou na recomposição para neutralizar o lado que tinha Douglas Costa. No segundo tempo, passou a ter mais liberdade na frente e deu bons passes.

Taison: 6,5

Fez excelente primeiro tempo, sendo mais uma vez a grande mente pensante do time. Saiu no intervalo pelas condições físicas.

Caio Vidal: 5,0

Atuando pela direita, não teve oportunidades para desempenhar seu futebol mesmo considerando o movimentado ritmo da partida.

Yuri Alberto: 7,5

Dor de cabeça para a defesa adversária, infernizava com muito volume ofensivo, correria e finalizações perigosas. Só não foi o melhor da partida porque parou em Gabriel Chapecó.

Gabriel Boschilia: 4,5

Mais uma atuação apagadíssima. Pouco acrescentou na criação, ainda mais tendo como comparação Taison, que foi quem deu lugar ao camisa 21.

Paulo Victor: 5,5

Ainda não se firmou e pode se tornar reserva de Moisés. Entrou desligado na partida.

Thiago Galhardo: 4,5

Em pouco mais de 30 minutos em campo, ficou isolado no ataque e não recebeu bolas. Quebrou a velocidade do ataque, melhor arma do Inter na partida.

Johnny: 5,0

Burocrático, mais uma vez mostrou que não rende ao lado de Rodrigo Dourado como segundo homem de meio campo.

Diego Aguirre: 5,5

Conseguiu armar muito bem seu time na primeira etapa, explorando os contra-ataques de maneira efetiva. Pecou um pouco nas alterações (mesmo considerando as questões físicas) e poderia ter saído com o resultado positivo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.